Quinta-Feira, 03 de Agosto de 2017, 16h:48

Tamanho do texto A - A+

Juiz concede liberdade a preso que matou e queimou ex-namorada em forno de pizzaria

Por: JESSICA BACHEGA

O juiz Geraldo Fidélis, titular da Vara de Execuções Penais, autorizou a progressão da pena do reeducando Weber Melquis Venande de Oliveira, que passará do regime fechado para o semiaberto com o uso de tornozeleira eletrônica. O réu foi condenado por matar e queimar no forno de uma pizzaria a jovem Katsue Stefane Santos Vieira.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

weber oliveira/caso pizzaria

 

Weber foi submetido a júri popular em novembro de 2015. Ele foi condenado a 17 anos de prisão.

 

A decisão do juiz é desta terça-feira (2) e aponta que o reeducando tem apresentado comportamento positivo que justifica a progressão do regime.

 

“No mais, observo que o reeducando apresenta ótimo comportamento carcerário comprovado pelo diretor do estabelecimento prisional em que se encontra segregado, bem como, ao ser realizado parecer psicológico, não foram apontadas notas desfavoráveis ao penitente”, diz trecho da decisão. 

 

O preso irá passar por audiência admonitória para colocação da tornozeleira no próximo dia 8. 

 

Conforme denúncia oferecida pelo Ministério Público, o crime aconteceu no dia 3 fevereiro de 2012, na Pizzaria Fornalha, localizada no bairro Barbado, na Capital. O réu é filho do proprietário do estabelecimento comercial, Weber matou Katsue por motivo fútil, por meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima. Ele foi preso 10 dias após o crime e estava recluso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

 

Leia também

Não sou monstro, mereço uma chance", diz homem que matou e queimou jovem em forno

Mãe de jovem queimada no forno de pizzaria se recusa a enterrar restos mortais da filha

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto