Segunda-Feira, 10 de Setembro de 2018, 17h:50

Tamanho do texto A - A+

Juiz arquiva inquérito de mulher que matou namorado depois de levar tapa no rosto

Por: JULIANA ALVES - ESPECIAL PARA O HIPERNOTÍCIAS

O juiz Evandro Juarez Rodrigues, da comarca de Peixoto de Azevedo (692 km de Cuiabá), arquivou o inquérito da jovem Dayane Reis Hipólito Araruna, 23 anos, que acusada de matar o namorado Isaque dos Santos Morais, após levar um tapa no rosto em uma festa. O fato aconteceu em agosto de 2017 e de acordo com o magistrado a mulher reagiu em legítima defesa.

 

Conforme o G1, na época do crime, ela confessou a autoria do assassinato, mas foi liberada por não ser pega em situação de flagrante.

Facebook/Reprodução

dayane reis

 

 

Testemunhas informaram à polícia que Dayane estava participando de uma festa de aniversário, quando a vítima foi até o local. O casal começou uma discussão e durante o desentendimento, o homem deu um tapa no rosto da acusada.

 

Após ser agredida, a mulher pegou uma faca e acertou o pescoço do namorado. Em seguida, ela fugiu. Pessoas que estavam no local, acionaram uma equipe do Corpo de Bombeiros, que encaminhou a vítima ao Hospital Municipal. Porém, Isaque não resistiu e morreu pouco tempo depois de dar entrada na unidade hospitalar. 

 

Dias após o crime, a jovem se apresentou à polícia e confessou a autoria do assassinato. A Polícia Civil de Peixoto de Azevedo indiciou Dayane por lesão corporal seguida de morte.

 

Contudo, o juiz Evandro Juarez Rodrigues deu a decisão de que Dayane agiu em legítima defesa e o caso foi arquivado no dia 23 de julho deste ano.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 3



2 Comentários

Alves Filho - 12/09/2018

SERÁ QUE QUANDO OCORRER O CONTRÁRIO, A RECÍPROCA SERÁ VERDADEIRA SR(A).JAYMNE RODRIGUES CARVALHO JUNIOR????

jaymne rodrigues carvalho junior - 11/09/2018

Queria parabenizar o Dr.Evandro Juarez Rodrigues, pela acertada decisão, nós, que militamos na advocacia criminal sabemos quanto é difícil ver uma decisão dessa invergadura ser prolatada de ofício, saiba Dr. Evandro que a Justiça, depois da sua decisão esta mais pulsante e alegre.....parabéns!!!!

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA