Segunda-Feira, 25 de Setembro de 2017, 14h:41

Tamanho do texto A - A+

Homem é condenado a 14 anos de prisão por matar desafeto em briga por som roubado

Por: JESSICA BACHEGA

A juíza Mônica Catarina Perri, titular da Primeira Vara Criminal de Cuiabá, condenou o réu Márcio da Guia Teixeira Silva a 14 anos e seis meses de prisão pela morte de José Santana de Oliveira. A vítima foi executada com três tiros, no bairro Jardim Universitário, em Cuiabá, no ano de 2015.

 

Mayke Toscano/Hipernoticias

fórum de cuiabá/cuiabá

 Foto ilustrativa

Márcio foi submetido a júri popular, na última semana, e o Conselho de Sentença julgou procedente a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE) que aponta o réu como autor do homicídio. Ainda recaem sobre o acusado as agravantes de motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima.

 

De acordo com os autos, o crime teria sido motivado por  discussão em relação ao furto de um aparelho de som. O equipamento teria sido furtado e escondida na casa da vítima. Márcio, que era o dono do produto, se dirigiu a vítima para reaver o bem, porém José teria cobrado “recompensa” para devolver o som. Ambos discutiram em frente a casa da vítima e o réu foi embora.

 

Armado, Márcio ficou nas imediações da residência da vítima no dia do crime. Quando o alvo saiu de casa e passou a caminhar pela redondeza acompanhada de um amigo, Márcio abordou e efetuou pelo menos seis disparos. Três acertaram o rapaz, que morreu no local.

 

O amigo da vítima não foi ferido e o réu teria dito que ele “não morreu porque não tinha mais bala”. Ainda ameaçou outra testemunha que passava pelo local. “[...] ninguém viu nada, é melhor para você”.

 

Márcio foi preso  em dezembro de 2015, um mês após o crime. Ele tem passagens criminais por roubo, furto e porte ilegal de arma. Desde a data está detido no Centro de Ressocialização da Capital (CRC), onde cumpre a pena pelo crime. 

 

Leia também

Três são presos em flagrante roubando loja Tube no Centro

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto