Quarta-Feira, 09 de Maio de 2018, 07h:16

Tamanho do texto A - A+

Gaeco deflagra nova operação da Operação Bereré e Paulo Taques e Mauro Savi são presos

Por: LUIS VINICIUS

O advogado e ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques e o deputado estadual, Mauro Savi (DEM), foram presos na manhã desta quarta-feira (9), durante a 2ª fase da Operação Bereré deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco). Além deles, outros mandados estão sendo cumpridos contra pessoas suspeitas de envolvimento no esquema de propina envolvendo o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran).

 

Luis Vinicius - HiperNotícias

pAULO TAQUES

Essa é a terceira vez que o ex-secretário Paulo Taques é preso

A segunda fase da 'Operação Bereré' foi batizada de 'Bônus'. Foram expedidos, pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso, seis mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão em Cuiabá, São Paulo (SP) e Brasília (DF). As ordens partiram do desembargador José Zuquim Nogueira.



Dos seis mandados de prisão, quatro já foram cumpridos. Estão presos o deputado estadual Mauro Savi, que também foi afastado do Parlamento Estadual; o ex-chefe da Casa Civil, Paulo César Zamar Taques; Roque Anildo Reinheimer e Claudemir Pereira dos Santos, vulgo “Grilo”.

 

A operação Bônus é resultado da análise dos documentos apreendidos na primeira fase da Bereré, dos depoimentos prestados no inquérito policial e colaborações premiadas. Tem como objetivo desmantelar organização criminosa instalada dentro do Detran para desvio de recursos públicos.

 

Primeira fase

 

Alan Cosme/HiperNoticias

mauro savio/na saida de gilmar fabris do CCC

Deputado Mauro Savi é um dos alvos da Operação Bereré II

Em 19 de fevereiro deste ano, o Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Delegacia Fazendária (Defaz) deflagraram a primeira fase da operação Bereré para cumprir mandados de buscas e apreensões contra deputados estaduais de Mato Grosso.

 

Os daquele dia foram os deputados Eduardo Botelho, presidente do Legislativo Estadual e Mauro Savi. Também é alvo o ex-deputado federal Pedro Henry, servidores e particulares. Os mandados judiciais foram cumpridos em Cuiabá, Sorriso e Brasília, pelo Gaeco e a Polícia Judiciária Civil, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar.

 

As investigações vinham no tocante aos deputados estaduais vinham sendo realizadas pelo Núcleo de Ações de Competência Originárias (Naco), braço do Ministério Público responsável por investigar políticos com foro por prerrogativa de função.

 

"A operação tem por objetivo desmantelar uma organização criminosa, que atuava junto ao Departamento Nacional de Trânsito urdida para desvios de recursos públicos", diz trecho da nota do Gaeco.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto