Sábado, 15 de Abril de 2017, 15h:30

Tamanho do texto A - A+

Defesa de acusados de desvios de dinheiro têm pedido de prazo rejeitado por juíza

Por: JESSICA BACHEGA

A juíza Selma Arruda, titular da Sétima Vara Criminal, rejeitou o pedido da defesa dos acusados na Operação Sodoma 3 para mais prazo para a apresentação de respostas às acusações. Os citados são acusados de desviar dinheiro do Estado por meio de desapropriação irregular de terras em área conhecida como Jardim Liberdade, no qual o Estado pagou R$ 31 milhões para a desocupação e o grupo criminoso angariou R$ 15 milhões do valor pago.

 

Alan CosmeHiperNoticias

selma arruda

 

As defesas dos réus alegam que devido a greve dos agentes prisionais, em novembro passado, e que teria prejudicado o contato com seus clientes para a elaboração da estratégia de defesa dos mesmos.

 

A juíza, por sua vez, rebate que a paralisação dos servidores durou apenas cinco dias e ocorreu há mais de quatro meses. Afirma que os advogados tiveram tempo o suficiente para apresentar as alegações e que mais prazo representaria atraso no andamento processual.

 

“[...]Se houvesse a necessidade de apresentar outras razões além das que foram acostadas aos autos em suas manifestações, as Defesas tiveram tempo mais que suficiente para fazê-lo”, diz a juíza em trecho da ação.

 

A magistrada alega ainda que o processo criminal é mais célere que o cível, “já que trata de bem juridicamente mais relevante, ou seja, a liberdade do cidadão”, afirma a juíza.

 

Sodoma 

 

Nesta fase da Operação o alvo foi a compra irregular de um imóvel no Jardim Liberdade, em Cuiabá, no qual o Estado pagou R$ 31.715 milhões pela desapropriação.  No entanto, R$ 15,8 milhões foram revertidos em benefício do grupo.

 

Na investigação, além dos secretários do governo e o próprio governador, foram denunciados os empresários Valdir Piran acusado de receber R$ 10 milhões dos valores desviados.

 

Leia também:

Advogados de Silval Barbosa afirmam desconhecer qualquer negociação para delação premiada

Colunista do Jornal O Globo confirma que Silval Barbosa negocia delação premiada

Advogado diz que crimes só foram concretizados pela ação de empresário

 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto