Sexta-Feira, 11 de Maio de 2018, 17h10
FEMINICÍDIO TENTADO
Empresário é preso por agredir jornalista em motel em Cuiabá

LUIS VINICIUS

O empresário cuiabano Rafael Romera, de 25 anos, foi preso pela Polícia Militar suspeito de tentar matar a própria noiva, a jornalista C.R.S, de 24 anos, dentro de um motel localizado no bairro Jardim Monte Líbano, em Cuiabá. O mandado de prisão foi cumprido após o suspeito sair de uma boate localizada na Avenida Isaac Póvoas, também na Capital mato-grossense, na madrugada desta sexta-feira (11).

 

O crime aconteceu no dia 20 de abril e o boletim de ocorrência recebido pela reportagem narra que antes das agressões, a jornalista ligou para Rafael a fim de cobrar um dinheiro que o homem devia ao seu pai.

 

Durante a conversa, o empresário disse que estava arrependido de ter agredido ela outras vezes e que havia mudado. Na oportunidade, o homem disse também que estava fazendo tratamento psicológico e que amava a vítima. Ela então resolveu dar outra chance a Rafael e os dois seguiram para o motel.

 

Já no motel, os dois tiveram uma relação amorosa. Em seguida, a jornalista foi tomar banho e neste momento, o suspeito pegou o celular e não gostou do conteúdo da conversa entre ela e um amigo. Diante disso, ele começou a bater na mulher com tapas, chutes, socos e a impedindo de gritar, pois tampava a sua boca com as mãos.

 

Durante a agressão, o homem ameaçava a jornalista de morte e a chamou de vagabunda. Logo depois, ainda segundo o documento, ele jogou a mulher no chão e começou a enforcá-la. Quando ela estava quase desmaiando conseguiu gritar por socorro. Neste momento, apareceram duas funcionárias do motel, e com isso o suspeito fugiu.

 

Reprodução

empresario preso

 Empresário Rafael Romera foi preso na madrugada em Cuiabá

Diante disso, a mulher foi até a delegacia onde registrou a denúncia contra o empresário. Na unidade de polícia, a mulher disse ainda relatou que os dois se conheceram há seis meses. Mas, durante o relacionamento foram inúmeras as agressões, ameaças e ofensas.

 

Após a queixa, a promotora Elisamara Portela, do Ministério Público Estadual (MPE), foi quem representou pela prisão do empresário, pelo crime de tentativa de homicídio. A Justiça decidiu favorável e ele foi preso nesta madrugada. Ainda nesta sexta irá passar por audiência de custódia e em seguida ser encaminhado a um presídio. 

 

O caso deverá ser investigado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM).

 

A reportagem entrou em contato com a vítima, porém as nossas ligações não foram atendidas.

 

Outro lado

 

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do acusado.


Fonte: HiperNotícias - Você bem informado
Visite o website: http://hipernoticias.com.br