Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, 17h45
QUEREM CASA
Famílias invadem residencial abandonado há 6 anos

JESSICA BACHEGA

Cerca de 200 famílias invadiram as casas do residencial Jonas Pinheiro, no bairro Altos da Glória, em Cuiabá, nesta segunda-feira (16). A construção está abandonada há seis anos com alguns imóveis prontos e outros inacabados. Rerepresentantes da Prefeitura estiveram no local e ordenaram que os ocupantes deixem as residências,  porém as famílias se recusam a sair. 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

Invasão em residencial Altos da Glória

Moradores disseram que as casas estão abandonadas e por isso eles invadiram

Um dos líderes do movimento, Raphael Perotoni, informou que as famílias tem inscrições em programa do governo Federal para receber os imóveis populares, mas nunca foram contemplados. Após tentativas de negociar o financiamento dos imóveis junto à prefeitura e a Caixa Econômica Federal,  decidiram ocupar por conta própria. 

 

"Aqui está abandonado há mais de seis anos.  Já arrancaram porta, janela, fios.  Está tudo destruído.  A gente precisa de um lugar para morar. Não temos como pagar aluguel", conta.

 

Em decisão entre os ocupantes foi decidida a distribuição das casas. Cada família já se apossou de um imóvel e iniciou a limpeza do local tomado pelo mato.

 

Enxadas,  foices, rastreios e vassouras não o adornam o cenário do Residencial e ao som das roçadeiras o matagal dá espaço a trilhas de acesso aos imóveis e os quintais ganham visibilidade.

 

"Meu marido ganha um salário mínimo e a gente paga R $ 500 de aluguel. Não tem condições. Ainda temos duas filhas para criar . O dinheiro do aluguel podia pagar o financiamento da Casa. A gente não quer nada de graça ", afirma Talita Marques uma das ocupantes .

 

Todas as casas receberam o nome do futuro morador na parede para identificar que o imóvel já tem dono. 

 

A polícia esteve no local e há informação de que uma pessoa foi agredida.

 

A Prefeitura de Cuiabá foi procurada e informou que quando a atual gestão assumiu a Prefeitura, as obras do residencial estavam abandonadas há dois anos e que busca medidas para retomar as construções.

 

"Quanto a invasão o secretário da pasta, Air Praeiro, esteve pessoalmente no local, durante a manhã desta segunda-feira (16), e está tomando as devidas providências para ingressar a liminar e retirar os ocupantes irregulares do local", diz trecho da nota. 

 

Confira nota da íntegra

A Secretaria Municipal de Habitação e Regularização Fundiária informa que a atual encontrou a obra do conjunto habitacional Jonas Pinheiro paralisada há aproximadamente dois anos. Diante da situação, a gestão do Município iniciou uma série de articulações no intuito de resolver os trâmites burocráticos e assegurar a volta dos trabalhos.

 

Após a intensa atuação, a Prefeitura conseguiu garantir a retomada das obras. A previsão é de que a empresa retorne aos trabalhos até o fim de maio. 

 

Quanto a invasão o secretário da pasta, Air Praeiro, esteve pessoalmente no local, durante a manhã desta segunda-feira (16), e está tomando as devidas providências para ingressar a liminar e retirar os ocupantes irregulares do local. 

 

Atualizada em 17/04 às 08h 58


Fonte: HiperNotícias
Visite o website: http://hipernoticias.com.br