Domingo, 15 de Abril de 2018, 17h06
PERSONALIDADE CRIMINOSA
Juíza decreta prisão de médica acusada de atropelamento

JESSICA BACHEGA

A  juíza Renata do Carmo Evaristo Parreira, da 9ª Vara Criminal, decretou a prisão preventiva da médica Letícia Bortolini e negou o pedido de fiança solicitado pela defesa da acusada, em audiência de custódia realizada na tarde deste domingo (15). A médica foi presa após atropelar e matar o verdureiro  Francisco Lucio Maia, 48 anos.

 

Reprodução

LAND ROVER ATROPELA miguel sutil

 

A médica será encaminhada para o presídio feminino Ana Maria do Couto May, em Cuiabá onde ficará em cela separada das demais detentas, como determinou a juíza plantonista. Sobre o pedido de prisão domiciliar, a magistrada determinou que seja analisado pelo juiz titular, o que deve ocorrer nos próximos dias.

 

Em sua decisão a juíza pontua que para garantir a ordem pública a prisão é necessária, uma vez que a médica demonstra "personalidade criminosa". Ressalta ainda que, pela autuada ser médica, ela tinha " o poder e o dever de prestar socorro á vítima, o que não o fez".

 

Consta na decisão o trecho do depoimento de uma testemunhas que disse que a motorisa estava em alta velocidade e o veículo nem "sequer chegou a frear".

 

O acidente foi registrado na noite de sábado (14), na Avenida Miguel Sutil. A médica atropelou o comerciante quando ele atravessava a rua e empurrando o carrinho de mercadoria.

 

Com a batida , o homem foi arremessado para o canteiro central da avenida e morreu no local.

 

A médica estava acompanhada do marido e ambos fugiram do local do crime. Porém foram seguidos por um popular e a polícia prendeu o a casal em um condômino de luxo no bairro Jardim Itália, na Capital.

 

A defesa da médica foi procurada e informou que não vai se manifestar sobre o caso, no momento. 

 

Leia também

Verdureiro morre atropelado por carro de luxo dirigido por médica

 


Fonte: HiperNotícias - Você bem informado
Visite o website: http://hipernoticias.com.br