Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2018, 11h56
MAL ESTAR NO PP
“Querem me colocar contra o Blairo, mas não vão conseguir”, diz Ezequiel Fonseca

FELIPE LEONEL

O clima ficou no mínimo “estranho” no Partido Progressistas após os dois líderes da agremiação em Mato Grosso divergirem sobre um convite ao ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, para disputar o governo do Estado. O presidente regional do PP, Ezequiel Fonseca, teria afirmado que o ministro da Agricultura, Blairo Maggi convidou Mendes para a disputa eleitoral.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

ezequiel fonseca

 

Após a declaração, o ministro Blairo Maggi desmentiu o correligionário. Já o deputado federal Ezequiel Fonseca responsabilizou a cobertura da imprensa pelo “mal-entendido” e afirmou ao HiperNotícias que não dá declarações em nome de terceiros.

 

Segundo Ezequiel Fonseca, na reunião realizada na casa de Maggi, o ministro disse que irá conversar sobre as composições políticas somente após o carnaval. Fonseca ainda disse que Blairo Maggi está apenas” ouvindo” e tem preferido não expor posições políticas.

 

“Sempre quando falo uma coisa, tem uma imprensa que escreve outra, isso não é a primeira vez. Eles querem ficar colocando eu contra o Blairo [Maggi], mas não vão conseguir isso. Eu não dou nenhuma declaração no nome de outro, eu dou declaração em meu nome”, afirmou o deputado Ezequiel Fonseca.

 

Ainda de acordo com Fonseca, ele convidou Mauro Mendes para a disputa e a informação de que teria sido Maggi o autor do convite, foi “plantada” na imprensa. “Eu não falei do ministro, eu falei de mim. Eu convidei o Mauro Mendes, o deputado federal Fabio Garcia, Adilton Sachetti”, explicou Fonseca.

 

Para o presidente da agremiação no Estado, está claro haver uma divisão no partido dentre os defensores da reedição do arco de aliança com o grupo do governador Pedro Taques (PSDB) e aqueles que defendem o desligamento desta gestão, liderado pelo próprio Ezequiel.

 

“A minha posição é muito clara, eu sou contra o Pedro Taques e já falei 500 vezes: Eu vou trabalhar para o PP não coligar com o Pedro. Mas vou respeitar, se dentro do diretório eu for vencido. Isso está claro, já falei isso 200 vezes e sempre digo a mesma coisa”, finalizou o presidente do PP. 


Fonte: HiperNotícias - Você bem informado
Visite o website: http://hipernoticias.com.br