Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 15h32
VÍTIMA COBROU R$ 400 DE FESTA BENEFICENTE
“Quero ver eu não dar um murro na sua boca”, diz ex-candidato a vereador para mulher

CAMILLA ZENI/LUÍS VINÍCIUS

O ex-candidato a vereador por Cuiabá, Fábio “Piu Piu”, irmão do vereador Júlio da Power” (PT do B), é acusado de ter ameaçado uma mãe de família, após uma cobrança via WhatsApp.

 

Edson Rodrigues

fabio piupiu

Mulher denunciou Fabio Piu Piu por suposto estelionato e ameaça

Segundo o documento registrado na polícia, Fabio teria organizado um evento beneficente em prol do filho da denunciante, que, ao lhe cobrar o dinheiro, ouviu: “quero ver você de frente comigo e eu não dar um murro na sua boca”. A confusão teria se instalado por conta de R$ 400.

 

A mulher em questão é Ângela Regina, mãe do pequeno Fábio Henrique Santana, de dois anos, que ficou conhecido após contrair meningite bacteriana. Segundo denunciou, ela tentava cobrar o repasse do montante arrecadado no evento “Amigos do Fabinho”. Em seguida, Fabio teria ameaçado a mulher.

 

A ação beneficente foi uma feijoada, promovida por Piu Piu, por um ex-secretário da Prefeitura de Cuiabá e por um suplente de vereador, no dia 3 de junho, na Estância 21.

 

Temendo por sua integridade, ela registrou o caso na Central de Ocorrências. No boletim, a mulher conta que a conversa aconteceu por meio do Whatsapp. Ela relata que não o conhecia antes do evento e ainda afirma que retrucou com palavrões ao ficar nervosa.

 

Conforme áudio obtido com exclusividade pelo HiperNotícias, é possível ouvir Fábio Piupiu ameaçando Ângela, após ofendê-la diversas vezes. “Guri, eu quero ver você de frente comigo e você falar tudo essa ignorância que você fala comigo no celular e eu não dar um murro nessa boca sua”.

 

O caso foi encaminhado para a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher.

 

 

Outro lado

 

Aquivo Pessoal

recibo piu piu

 Recibo mostra que Ângela recebeu R$ 2.620 de Fábio 

Ao saber da denúncia, Piu Piu esteve no HiperNotícias na manhã desta terça-feira (12) e confirmou o áudio com a ameaça. Ele afirmou que o conteúdo da gravação foi fruto de irritação, após tantas cobranças e que não tem dívidas com a denunciante.

 

“O valor que ela cobra é de R$ 400. Eu não preciso ficar com esse dinheiro de evento beneficente nenhum”, comentou. Segundo ele, o montante é referente a venda de ingressos para servidores da Prefeitura de Cuiabá.

 

Conforme sua explicação, o prefeito Emanuel Pinheiro havia confirmado sua participação no evento. No entanto, ele não compareceu no dia da feijoada. Apesar disso, os servidores se comprometeram a arcar com o custo dos ingressos, que somariam os R$ 400. Segundo ele, o valor estaria disponível para ser recebido, mas a denunciante nunca teria ido atrás.

 

Piu Piu ainda afirmou que só se voltou dessa forma contra a mulher porque ela teria dito ele iria pagar com o castigo de seu filho ficando sem braço e sem perna.

 

"Eu tenho esposa, filho e não deixaria ninguém falar nada disso comigo não. Essa mulher é louca. Ela usa essa criança para se promover. A custo de que eu faria uma festa beneficiente e ficaria com o dinheiro? Nós repassamos um valor pra ela e você sabe o que ela fez com esse valor? Comprou uma televisão de quase 60 polegadas. Não importa a minha vida querer saber da dela, mas fizemos algo pra ajudar e no final ainda somos ruins. Se ela quisesse receber esses R$ 400 que falta, era só ir na prefeitura e cobrar. Não é da minha alçada cobrar os outros. Eu ajudo gente todo dia. E ainda vem essa mulher e me acusa disso? Chega de usar falsidade em meu nome e nome do meu irmão. Pode ser algo político por trás disso, mas eu garanto que não devo ninguém. Já ela, ao invés de comprar ou construir algo pra criar o filho dela, pegou o dinheiro e comprou uma televisão", desabafou Fábio Piu Piu. 

 

Por último, Fábio ainda disse que tem todos os recibos e documentos assinados que comprovam o quanto foi gasto na festa e o quanto foi passado para ela em dinheiro. "Eu só ressalto uma coisa. Nunca, nunca precisei e nem faria nada de errado com dinheiro dos outros. Pegar R$ 400 e sumir, não é de minha alçada nem de minha índole. Ficar usando criança para ganhar dinheiro não é coisa pra mim", concluiu.

 

Ouça o áudio:


Fonte: HiperNotícias
Visite o website: http://hipernoticias.com.br