Sábado, 15 de Abril de 2017, 15h:29

Tamanho do texto A - A+

Atlético de Madrid perde 2 pênaltis, mas bate Osasuna e se consolida em 3º lugar

Por: ESTADÃO CONTEÚDO

Em um jogo no qual chegou a desperdiçar dois pênaltis em um período muito curto no final do segundo tempo, o Atlético de Madrid venceu o Osasuna por 3 a 0, neste sábado, no estádio Vicente Calderón, onde se consolidou como terceiro colocado do Campeonato Espanhol.

Reprodução

atletico de madrid

 Foto ilustrativa

O resultado fez a equipe comandada por Diego Simeone chegar aos 65 pontos e não poder mais ser alcançada nesta 32ª rodada pelo Sevilla, quarto colocado, que tem 61 e neste domingo enfrenta o Valencia, fora de casa. Já o Osasuna estacionou nos 17 pontos e segue na lanterna da tabela.

Escalado com um time misto pelo fato de que alguns titulares, como o atacante Griezmann, foram poupados visando o duelo de volta das quartas de final da Liga dos Campeões, terça-feira, contra o Leicester, na Inglaterra, o Atlético contou com uma boa atuação do lateral brasileiro Filipe Luís, que deu uma assistência para um gol do meia Ferreira Carrasco e ainda fechou o placar do duelo.

Filipe Luís começou a ser decisivo aos 29 minutos do primeiro tempo. Ele deu o passe para Ferreira Carrasco receber pelo meio, passar por um marcador e depois chutar rasteiro no canto do goleiro Sirigu para fazer 1 a 0.

Já logo no primeiro minuto da etapa final, o time da casa ampliou com novo gol do camisa 10. Ele desta vez foi acionado da direita por Nico Gaitán e, de cabeça, abriu 2 a 0.

Aos 15 minutos, o Atlético decretou o 3 a 0 depois que Correa se livrou de um defensor na entrada da área e tocou para Filipe Luís, livre, chutar colocado para balançar as redes.

E o Atlético só não transformou a sua vitória em goleada por causa da sua incompetência para converter os pênaltis que também fizeram com que o italiano Sirugu, ex-titular do PSG e hoje no combalido Osasuna, se destacasse para os visitantes.

O primeiro pênalti saiu aos 42 minutos, quando o juiz viu falta de Sirigu em disputa com Tiago dentro da área. No minuto seguinte, Ferreira Carrasco teve a chance de fazer o seu terceiro no jogo ao ir para a cobrança, mas parou em defesa de Sirigu. No rebote, Tiago finalizou para fora.


Em seguida, já aos 44, Thomas tentou dar um passe e De las Cuevas cortou com o braço, mas aparentemente não de forma intencional. O árbitro, porém, voltou a apontar para a marca penal. Em nova cobrança, desta vez quem foi para a bola foi Thomas, aos 45, mas Sirigu praticou nova intervenção para evitar a goleada.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto