Sexta-Feira, 13 de Julho de 2018, 16h:37

Tamanho do texto A - A+

Experiência finlandesa que evita mortalidade infantil chega à Cuiabá

Por: REDAÇÃO

Promover a diminuição da ocorrência da Síndrome da Morte Súbita do Lactente (SMSL) e fomentar um começo de vida em igualdade são os principais objetivos do Projeto Primeiro Berço Sustentável, que será lançado dia 17 de julho, 8h30, no Hospital Santa Helena. A iniciativa, originária na Finlândia, país escandinavo, é uma parceria da Unimed Cuiabá, PróUnim - Programa de Ação Social da Unimed Cuiabá e o Hospital Santa Helena, líder em número de partos pelo SUS no Estado.

 

Divulgação

Unimed

 

Segundo pesquisa realizada em 2014 pelo jornal americano Pediatrics, 55% dos bebês dormem em situações que favorecem a morte súbita. A caixa berço funciona como uma barreira mecânica que impede o bebê de virar-se e ficar de bruços, posição agravante para a SMSL.  Dormir na mesma cama com os pais também pode provocar o sufocamento do bebê. Com a caixa, o recém-nascido pode aproveitar com segurança o sono ao lado da mãe.

 

O Primeiro Berço consiste numa caixa feita de papelão, forrada com um colchão próprio.  Junto, as parturientes receberão também alguns itens de primeira necessidade do bebê:  um lençol, um brinquedo, uma caixa de lenço umedecido e um pacote de fralda de pano. Durante três meses, o Kit Primeiro Berço será distribuído para todas as parturientes que tiverem bebê no Hospital Santa Helena, em Cuiabá. O hospital realiza mais de 700 partos ao mês.

 

Em 1930, o projeto foi implantado na Finlândia com distribuição do kit exclusivamente para famílias de baixa renda. O país tinha números alarmantes de morte infantil. A partir da década de 40, a distribuição é ampliada para todas as parturientes. Depois disso, o país tornou-se o melhor do mundo para ser mãe, de acordo com ranking divulgado pela ONG Save the Children. O Brasil ficou em 76º lugar, atrás de vizinhos como Peru e Equador.

 

Além da saúde, o uso da caixa de papelão como primeiro berço para todas as crianças, transmite a ideia de simplicidade e igualdade, independente de classe social.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei