Quinta-Feira, 12 de Julho de 2018, 16h:46

Tamanho do texto A - A+

Mato Grosso registra a maior queda na produção industrial do país, aponta IBGE

Por: JULIANA ALVES - ESPECIAL PARA O HIPERNOTÍCIAS

Nesta quarta-feira (11) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados que apontam que Mato Grosso foi o estado com a maior queda na produção industrial do país. A Pesquisa Industrial Mensal diz também que a situação é efeito da greve dos caminhoneiros, realizada em maio deste ano.

 

O estado teve um recuo de 24,1% na produção industrial entre abril e maio, sendo que a média nacional teve a redução de 10,9%, ou seja, Mato Grosso teve mais que o dobro de queda na produção. 

Reprodução

CAMINHONEIROS

 

 

Para efeito de comparação, no mesmo período do ano anterior, o estado teve uma queda de 14,7% e a média nacional foi de 6,6% na produção industrial.

 

A pesquisa foi realizada em 15 estados, sendo que 14 deles mostraram taxas negativas. Em segundo lugar está o Paraná, com 18,4% de recuo. Em seguida está a Bahia e Santa Catarina, ambas com 15% e a lista segue com o estado de São Paulo e Rio Grande do Sul. 

 

O Pará foi o único estado que demonstrou avanço no mês de maio. Ele teve uma alta de 9,2%, dessa forma eliminando a queda observada no mês de abril. 

 

O IBGE ressaltou que o resultado do mês de maio teve a redução por influência dos efeitos da paralisação do caminhoneiros e também do efeito-calendário, já que maio de 2018 (21 dias) teve um dia útil a menos do que o mesmo mês em 2017 (22 dias).

 

Segundo o Instituto, a queda intensa em Mato Grosso foi pressionada, principalmente, pela diminuição na produção de alimentos, como carnes bovina congelada, frescas ou refrigeradas, tortas, bagaços, farelos e outros resíduos da extração do óleo de soja, carnes de aves congeladas e óleo de soja em bruto.

 

 

Leia também

Vendas de veículos desaceleram em junho e crescem no acumulado do ano

De 29 pontos de mobilização, apenas 3 ainda resistem em MT

"Ou desobstrui ou o pescoço do presidente rolar", diz Maggi

Greve dos caminhoneiros já acarreta prejuízo de R$ 30 milhões aos suinocultores de MS

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei