Quinta-Feira, 10 de Agosto de 2017, 14h:49

Tamanho do texto A - A+

Bolsas da Europa recuam com tensão geopolítica e bancos sob pressão

Por: CONTEÚDO ESTADÃO

Os mercados acionários europeus fecharam em baixa nesta quinta-feira, 10, ainda pressionados pela escalada de tensões entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte. Balanços corporativos também estiveram no radar dos investidores, assim como indicadores da região divulgados pela manhã.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 1,10% (-4,17 pontos), aos 375,67 pontos.

Novamente, a troca de ameaças entre os governos de Washington e Pyongyang provocou cautela nos mercados globais, o que reduziu o apetite por risco entre os investidores. Nesse quadro, a demanda por ações foi menor no continente, em um dia negativo para vários bancos.

Na agenda de indicadores, no Reino Unido a produção industrial aumentou 0,5% em junho ante maio, o que contrariou a previsão de queda de 0,2% dos analistas ouvidos pelo Wall Street Journal. Já o déficit comercial de bens do país foi de 12,7 bilhões de libras em junho, maior que o saldo negativo de 11,3 bilhões de libras em maio, ante expectativa dos economistas de 11 bilhões de libras.

A bolsa de Londres fechou em baixa de 1,44%, em 7.389,94 pontos. Entre os bancos, Lloyds caiu 3,11% e Barclays recuou 1,89%. No setor de mineração, Glencore teve queda de 2,46% e Anglo American, de 1,98%. Por outro lado, Frontera Resources subiu 2,04%.

Em Frankfurt, o índice DAX caiu 1,15%, a 12.014,30 pontos. No setor de energia, E.ON recuou 1,20%. Entre os bancos, Deutsche Bank e Commerzbank tiveram queda de 3,09% e 1,71%, respectivamente. Já Thyssenkrupp subiu 0,82%.

Na bolsa de Paris, o CAC-40 recuou 0,59%, a 5.115,23 pontos. Crédit Agricole caiu 0,94% e Société Générale cedeu 1,14%, entre os bancos franceses, mas a petroleira Total subiu 0,21%.

O índice FTSE-MIB, da bolsa de Milão, teve queda de 0,76%, em 21.681,61 pontos. Entre os papéis mais negociados, Telecom Italia caiu 1,62%, Intesa Sanpaolo recuou 028% e Enel teve baixa de 1,01%. UniCredit caiu 2,06%, enquanto Banco BPM teve baixa de 1,08%.

Na bolsa de Madri, o índice IBEX-35 caiu 1,38%, a 10.450,00 pontos. Santander cedeu 2,30% e BBVA recuou 1,75%, entre os papéis mais negociados, e Telefónica teve queda de 1,82%. Repsol teve baixa de 0,80%, mas Urbas Grupo Financiero avançou 5,88%.

Em Lisboa, o índice PSI-20 foi na contramão dos demais e subiu 0,01%, praticamente estável, a 5.252,71 pontos. Banco Comercial Português avançou 0,64%, Altri caiu 0,57% e Jerónimo Martins teve queda de 0,88%. (Com informações da Dow Jones Newswires)

(Com Agência Estado)
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei