Sábado, 07 de Julho de 2018, 12h:00

Tamanho do texto A - A+

Trançadeira de Falcão e Wagner Love faz arte em cabelos na Praça da República

Por: ESPECIAL HIPERNOTÍCIAS

Trançadeira de celebridades como o jogador de futebol Wagner Love e o músico Marcelo Falcão, Ana Fashion, 37 anos, revela que a procura por penteados afro tem aumentado cada vez mais em Cuiabá. De tranças rasteiras a dreads as pessoas têm utilizado das mais diferentes técnicas para exaltar seus cabelos naturais e valorizar a cultura negra.

 

Ana, que já faz tranças há mais de 15 anos na Praça da República, diz que nos últimos tempos a demanda por seus serviços só tem crescido. Ela conta que a aceitação dos cabelos cacheados e crespos tem feito sua clientela aumentar.

 

A busca por técnicas menos convencionais tem ampliado o leque de possibilidades de arte com o cabeça. Aquelas mulheres que antes costumavam trançar só com extensões, hoje tem experimentado também as tranças em flor de crochê e rasteiras (estilo nagô). 

 

Ana conta que não são só as mulheres que procuram sua mão-de-obra. O público masculino tem sido cada vez mais crescente, assim como a varidade de formas dos cabelos tem se expandido. "O homem geralmente achava bonito, mas tinha vergonha de usar o cabelo por acreditar que era um penteado feminino. Hoje, eles usam tranças, dreads e outras variações".

 

A trançadeira, que já recebeu entre seus clientes celebridades, jogadores de futebol e até políticos, afirma de sorriso aberto "Já trancei o cabelo do Wagner Love, do Marcelo Falcão, do ex-prefeito, Wilson Santos. Para mim não importa se é de fora ou se é daqui da cidade, o importante é a pessoas se sentir bem com meu trabalho".

 

Todo o trabalho realizado extrapola o ato de enfeitar cabelos. Com sua arte, Ana leva alegria para os clientes. Ela diz que as pessoas chegam lá tristes e saem sorridentes com o resultado “Quando termina o cliente já tá passando batom, ajeitando a roupa e arrumando o cabelo. Já sai com a autoestima lá em cima”, afirma orgulhosa.

 

Anualmente, na semana da Consciência Negra, a trançadeira produz um desfile afro na praça. O evento já acontece há oito anos consecutivos de forma independente. Na última edição, ela foi convidada a realizar o desfile no Palácio da Instrução.

 

No futuro ela pretende desenvolver um serviço em escolas carentes, com crianças em situação de vulnerabilidade financeira. Nesse projeto, o objetivo principal será levar para os estudantes a possibilidade de se sentirem bem com seus cabelos naturais.

Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Avalie esta matéria: Gostei +6 | Não gostei