Segunda-Feira 16 de Janeiro de 2017
pesquisas

Quarta-Feira, 28 de Dezembro de 2016, 08h:39

Tamanho do texto A - A+

Rapper supera resistência ao estilo musical e divulga cd promocional

Por: RAYANE ALVES

Com seis faixas musicais que abordam um pouco sobre a evolução do rap e do hip hop em Mato Grosso, o rapper cuiabano Mano Cezza superou a resistência e divulgou nas redes sociais o cd promocional ‘RapEvolucionamente’.

 

Divulgação

Mano Cezzar

 

De acordo com o artista, o trabalho vinha sendo realizado há três anos, mas por falta de incentivo nem todas as músicas que estavam previstas para serem lançadas foi possível. Por isso, o CD não tem fins lucrativos.

 

“Teve ano que gravei duas faixas, outro três e agora em 2016 conseguir terminar algumas faixas porque falta incentivo. Tenho lutado há anos na Secretaria Estadual de Cultural e Municipal, mas nunca foi garantido nada para a gente. E ainda só foi possível gravar porque a capa do CD foi enviado pelo selo da Europa Bosco Records Brasil porque havia um contrato na empresa para ser lançado o CD com 15 faixas autorais, mas como não consegui cumpri a data do contrato previsto e foi rescindido”, contou.

 

Mano Cezza contou que perdeu um contrato em Madri, na Espanha, porque o estilo musical apesar de ter sido divulgado no estado há quase 26 anos ainda sofre muito preconceito.

 

“Venho desde o princípio movimentando o hip hop e o rap. Participei do primeiro grupo dos precursores 'Testemunhas', que iniciaram o movimento cultural. Levamos festivais representando Mato Grosso em Brasília, São Paulo, Goiânia e no Chile, mas desde então nunca recebemos apoio”, frisou.

 

Ao HiperNotícias, Mano destacou que o primeiro CD dele foi gravado em 2009 e muitos dos amigos se surpreenderam achando que  havia desistindo de investir na cultura de Mato Grosso.

 

“Me deram os parabéns por estar superando a resistência que tenho enfrentado. Muitos acompanharam de perto meu trabalho. No entanto, costumo dizer que onde não tem cultura se enche de arma e viatura. Não é uma frase dura é apenas a realidade. Dediquei anos da minha vida levando rap e hip hop para vários lugares do estado. Espero que não fique em vão”.

 

Além de trabalhar como cantor, Mano também é produtor cultural e de eventos. Ele busca vários projetos para beneficiar crianças carentes da periferia.

 

“Tem um que chama ‘Segue a Rima’ e ele foi editado agora e tem intenção de descobrir novos talentos. É bacana, porém, não tenho como andar sozinho com esses programas. Que tiveram um inicio e podem nem crescer. Mas, enfim é o lado da cultural é cruel”, concluiu. 

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei








Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

Conselheiro oficialmente afastado

Bancada de MT que se cuide

Deputados articularam indicação

POSSE AUTORIZADA

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas