Domingo, 23 de Dezembro de 2018, 17h:00

Tamanho do texto A - A+

Morre Alex Mattos, escritor de referência no campo da arquitetura cuiabana

Por: KHAYO RIBEIRO

O autor das obras consideradas referências no campo da arquitetura e história cuiabana, Alex Mattos, de 59 anos, morreu neste domingo (23), em Brasília. Na luta contra uma doença rara há três anos, ele não resistiu às complicações médicas decorrentes do estágio avançado da enfermidade e morreu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), durante a madrugada. O velório será realizado na Capela Jardins, em Cuiabá.

 

Reprodução

Alex Oliveira

 Alex Oliveira

Além de arquiteto, Alex também era músico, escritor, historiador, professor e servidor público federal do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

Conforme Elizabeth Madureira Siqueira, presidente do Iphan, o legado que Alex deixa para o povo cuiabano é singular e rico. “Ele tem muitos escritos que tratam da história e da arquitetura de Cuiabá. Ele já publicou livros lindos sobre as igrejas cuiabanas, referências”, rememora a presidente.

 

Em 1998, Alex revelou informações inéditas sobre a arquitetura da Igreja do Bom Despacho, na Capital. Depois, lançou uma segunda obra que cruzava duas de suas paixões, a História e a Arquitetura: Em Templos Secretos - História e Arquitetura Sagrada das Igrejas Neogóticas de Mato Grosso.

 

No Facebook, familiares e amigos de longa data relembram os momentos que viveram com o escritor. Os internautas aproveitam o espaço para prestarem suas últimas homenagens a Alex.

 

O velório do artista será realizado na Capela Jardins, Sala Roseiras, na segunda-feira (24), a partir das 07:00h. O enterro será realizado no Cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá, às 15h.

 

Legado

Possui graduação em Arquitetura pela Universidade Santa Úrsula (1982) e Especialização em Metodologia de Pesquisa pela Universidade de Várzea Grande (1978). Foi docente substituto da Universidade Federal de Mato Grosso. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projeto de Arquitetura e Urbanismo. Servidor público federal concursado, atuando junto ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). É sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso desde 21/06/2012, tendo escolhido O Prof. João Pedro Gardés como Patrono.

 

Publicações

A Igreja do Bom Despacho: Arquitetura e Simbolismo. 1 ed. Cuiabá: Grafite, 1998. v. Único. 54 p. OS, Em co-autoria com Feng Shui.

Decoração pode ajudar a harmonizar ambientes, Cuiabá, MT, v. 1, p. 2c, 05 jun. 2001.

Céu estrelado, 2001. (Partitura Musical/Canto).

Onça Pintada, 2000. (Partitura Musical/Outro).

Lá Fora Chove, 1996. (Partitura Musical/Outro). 

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei