Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 12h:04

Tamanho do texto A - A+

“Meus três filhos são formados com a minha verdurinha”, diz pioneiro do Mercado do Porto

Por: KHAYO RIBEIRO

Aos 65 anos de idade, nos quais 45 foram de dedicação exclusiva às feiras, seo Vandir Lopes sonha em ver o Mercado do Porto reformado. Ele, que compôs o grupo dos sete fundadores do espaço, se mostra orgulhoso diante dos resultados do trabalho: “Meus três filhos são formados com a minha verdurinha”. Ao HiperNotícias, o trabalhador rememorou os anos de fundação e contou a história do mercado – um dos marcos da cuiabania.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

feirante vandir

 Vandir Lopes, de 65 anos

A grandeza do atual espaço não demonstra para os visitantes de primeira viagem que o comércio, na verdade, começou com um grupo de sete vendedores de frutas e verduras. Os mais de 150 permissionários, responsáveis cada um por sua “barraquinha”, se misturam no meio de seus produtos – organizados em uma profusão de cores e sabores - moldando a paisagem de um mercado grande que, segundo seo Vandir, é o resultado de anos de muito trabalho por parte dos comerciantes.

 

Hoje, com um espaço central no mercado, o pioneiro ainda cumpre uma rotina muito rígida de serviço. Começa a trabalhar às 05h30 e só descansa na hora do almoço. A dedicação de uma vida trouxe recompensas que seo Vandir confessa sorrindo: “Tenho um filho advogado, uma filha fisioterapeuta e um filho mestre em Ciência da Computação. Até neta estudante de Medicina eu tenho”.

 

Uma história de décadas

 

Apesar de a fundação do atual espaço do mercado datar do ano de 1995, a história do espaço é anterior a esse período. Quando o pioneiro e os outros seis se reuniram para vender as hortaliças, anos antes do Governo ceder o local que abriga o mercado atualmente, a jornada de trabalho era desgastante. Ao HiperNotícias, seo Vandir conta que viu a cidade crescer e os atacadistas tomarem o público das feiras.

 

“Na época [anos iniciais], eu tinha cinco funcionários. Hoje, eu não tenho nem um. Hoje, não dá um porcento da venda de antes. Sabe por que? Antes, não tinham os supermercados que têm hoje”, aponta o trabalhador diante do aumento na concorrência.

 

Ele relembra que em outros períodos, os comerciantes chegavam a sair de suas bancas por volta das 23h30, ocasião em que os visitantes iam embora. Hoje, os atacadistas atraem ano a ano um número cada vez maior de pessoas que compravam nas feiras.

 

Revitalização

 

O Mercado do Porto deve passar por uma série de reformas que modernizarão o espaço. O projeto contará com um investimento de R$ 14,4 milhões, os quais serão investidos no incremento de uma área separada para as lanchonetes e revitalização do espaço como um todo.

 

“Eu estive na reunião. Ficou destinada uma verba de R$ 42 milhões, dos quais 14,4 milhões eram para a feira [mercado] e o restante era para concluir a Beira Rio até o cais [projeto Orla do Porto II]. Isso tem uns seis meses. Tivemos uma nova reunião, quatro meses atrás, mas, até agora não concluíram nada. Não fizeram nem a licitação para concluir a obra do mercado”, aponta o comerciante.

 

Ao HiperNotícias, ele destacou que o projeto é muito bonito e que contemplará às necessidades dos trabalhadores. Todavia, seo Vandir conta que as reformas não têm data estipulada para serem iniciadas.

 

Conforme o trabalhador, o mercado será reformado por blocos, nos quais um grupo de comerciantes atenderá em uma área externa ao espaço enquanto aguardam a revitalização de suas áreas de trabalho.

 

A reportagem entrou em contato com a Prefeitura a fim de saber se existe um calendário de início das obras. Diante da solicitação, a assessoria apontou que o processo licitatório foi concluído no final de janeiro e que a Secretaria de Obras está realizando os procedimentos administrativos. Na próxima semana, a Prefeitura deve se reunir com a Caixa Econômica Federal, ocasião em que será definida uma data para assinatura da ordem de serviço e início das obras.

Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Avalie esta matéria: Gostei +20 | Não gostei