Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 15h:12

Tamanho do texto A - A+

"Esquenta Xereca e Levanta Pau": as bebidas quentes do Mercado do Porto

Por: KHAYO RIBEIRO

A comerciante Nilza Andrea Bento de Oliveira vê nas cachaças Esquenta Xereca e Levanta Pau a solução para aqueles que desejam esquentar a relação. Ao HiperNotícias, a responsável pelo Empório Espaço Rural, no Mercado do Porto, destacou que as bebidas já salvaram relacionamentos. Com as vendas “a todo vapor”, o espaço oferece bebidas, queijos e doces regionais que servem como cartão postal gastronômico para turistas e cuiabanos que não dispensam o sabor da terra.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

emporio rural/cachaças

 Nilza Andrea Bento de Oliveira

“Dizem que esquenta mesmo, quando não desmaia. Uma cliente minha chegou e falou que o namorado não estava ‘em dias’. Eu disse para ela levar um Levanta Pau, até o da embalagem pequena servia. Ela disse que funcionou”, se diverte a comerciante ao ser questionada sobre a eficiência do produto.

 

Para meninos e meninas

 

Com diversos sabores e funcionalidades, as bebidas são organizadas entre licores e cachaças. Estas últimas ainda são comercializadas com diversos tipos de raízes, a fim de garantir a satisfação total dos clientes.

 

Bálsamo, sucupira e canela são apenas alguns dos ingredientes do universo etílico do empório.

 

“Eu tenho Levanta Moral, uma cachaça que tem mel e diversas misturas afrodisíacas. Tenho bebida com bálsamo também, esse ingrediente é mais para dar sabor e cor. Com sucupira o pessoal pede, é boa para circulação. A catuaba é afrodisíaca. A amburana é medicinal. Canela e figo é só sabor, mas o nó de cachorro é muito afrodisíaco”, destaca Andrea.

 

Produção regional

 

A comerciante faz questão de ressaltar que os produtos vendidos no espaço são de produção regional. “A maioria é feita em Cuiabá ou na baixada cuiabana".

 

Entre beberagens, doces e queijos, o empório propõe um retorno ao passado por meio de seus produtos. “Temos também o Canjinjin, da era colonial, produzido pelos escravos”. A bebida é feita em Vila Bela, com mel, cachaça e outras ervas, cujo sigilo da receita se mantém há séculos.

 

O trabalho artesanal de produção das bebidas e dos outros itens vendidos no empório levam segurança financeira a diversas famílias. “Os produtos vêm de todas as partes. Tem um pessoal de Vila Bela e várias famílias da baixada Cuiabana”, destaca a comerciante.

Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Credito: Alan Cosme/HiperNoticias
Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei