Quinta-Feira, 05 de Janeiro de 2017, 16h:02

Tamanho do texto A - A+

Sesp envia reforço policial para Pontes e Lacerda

Por: REDAÇÃO

Trinta e dois policiais militares e civis das unidades especializadas do GOE, Garra, Rotam, Força Tática e Bope começaram a se deslocar nesta quinta-feira (05) para Pontes e Lacerda para o reforço da segurança na região.

 

Meneguini/Gcom-MT

SESP

 

O secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, informou que a força policial deslocada para o município não tem o intuito de fazer a desocupação da Serra do Caldeirão, mas garantir a segurança na cidade. A informação foi repassada durante reunião realizada hoje com representantes da Polícia Militar, Detran, Politec, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros no gabinete do secretário.

 

“Temos toda a estrutura para fazer essa desocupação, contudo quem vai garantir a manutenção da segurança na região? Já fizemos duas desocupações antes, e cada vez mais o local é ocupado novamente e por pessoas mais violentas. A União tem que assumir a sua responsabilidade sobre a sua área até que o Departamento Nacional de Produção de Minérios possa autorizar a exploração legal de ouro para a mineradora”, argumentou.

 

De acordo com a assessoria da Sesp, o secretário já solicitou agenda com o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, mas ainda não obteve retorno da data da audiência. Ele deve ir a Brasília acompanhado do Procurador da República em Cáceres, Felipe Mascarelli e do promotor de Justiça de Pontes e Lacerda, Frederico César Batista Ribeiro.

 

O MPE e o MPF vão ajuizar ação conjunta contra a União obrigando a manter forças federais para a segurança na região, agilidade na liberação da lavra na serra para empresa privada e ressarcimento aos danos causados com o aumento da criminalidade no município.

 

Rogers Jarbas encaminhou nesta quinta-feira um documento contendo informações sobre a situação do garimpo ilegal da Serra da Borda e as consequências negativas na segurança pública na região de fronteira para o Ministério da Justiça. A ata da reunião realizada na terça-feira (03.01) no Ministério Público também foi anexada junto com o documento assinado pelo secretário.

 

Também foi remetida cópia do documento para a Procuradoria Geral de Justiça, Tribunal de Justiça, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Casa Civil.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto