Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, 10h:29

Tamanho do texto A - A+

Seduc publica portaria que proíbe "roupas inadequadas" em suas dependências

Por: PABLO RODRIGO

O secretário de Estado de Eduação Marco Marrafon, assinou uma portaria publicada nesta sexta-feira (19) para proibir que pessoas entrem na Seduc com roupas consideradas "inadequadas". 

 

Alan Cosme/HiperNoticias

marcos marrafon

A portaria foi assinada pelo secretário Marco Marrafon

"Considerando a necessidade de normatizar a utilização adequada de vestimentas para entrada e permanência nas dependências desta Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer; RESOLVE (...) Proibir o ingresso e a permanência do público externo às dependências internas desta Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer, cuja vestimentas estejam inadequadas", diz o artigo 1º da portaria  183/2017.

 

Segundo a portaria, vestimentas inadequadas seria "toda e qualquer peça excessivamente curta ou com decotes acentuados, incluída as blusas do tipo 'costa nua' e 'tomara que caia'".

 

De acordo com a Seduc, também são proibidas roupas que "exponham a região abdominal, bem como aquelas que exponham partes do corpo que, por costume, não ficam à mostra".

 

"Shorts acima do joelho, traje de banho, minissaia, bermuda ou calção que estejam acima do joelho e camiseta sem mangas, sendo as duas últimas especificadamente para o sexo masculino", continua o documento .

 

O controle para saber se a pessoa está com "roupas inadequadas" serão por parte dos "Agente de Segurança ou por intermédio de funcionários que atuem nas funções de recepcionista ou de vigilante, e outros servidores designados pela Coordenadoria de Apoio Logístico, devendo os incidentes relacionados a matéria ficar registrados no livro de ocorrência em poder desses", explica a portaria.

 

O documento finaliza proibindo pessoas que estejam "portando arma de fogo ou cortante, ou qualquer objeto assemelhado, exceto os agentes públicos que gozam dessa prerrogativa", finaliza.

 

Reprodução

documento seduc/vestimenta

 

 

 

Avalie esta matéria: Gostei +3 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto