Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 13h:46

Tamanho do texto A - A+

Projeto abre discussão sobre gordofobia com show de Hendson Santana

Por: KHAYO RIBEIRO

O projeto “Lute como uma Gorda!” será lançado no sábado (16) com apresentação de Hendson Santana, no Metade Cheio Bar e Bistrô. O evento abre um espaço de discussão sobre o lugar ocupado pelo corpo gordo feminino na sociedade, desmistificando a crença da existência gorda como sendo feia ou doente. Com entrada gratuita, o encontro terá início a partir das 18h.

Reprodução

Hendson Santana

 Artista Hendson Santana

A iniciativa é a materialização dos estudos de doutorado da professora Maria Luisa Jimezes que, após quatro anos de pesquisa, inaugura um espaço de partilha mobilizando os conhecimentos levantados em estímulo ao empoderamento de mulheres gordas. Nesse sentido, a “1º Roda de Conversa – Gordofobia: você sabe realmente o que é?” vem como uma condensadora de todas essas discussões.

"As pessoas costumam fazer muita confusão sobre o que é gordofobia, isso é um dos pontos principais de discussão do projeto. Eu fico muito feliz por ter a oportunidade de levar a discussão para fora da universidade, alcançando a comunidade", conta Luisa.

Ao HiperNotícias, Ivana Guimarães, que realiza a comunicação do evento, adiantou um pouco sobre o formato e as diretrizes que nortearão a discussão. 

“O projeto Lute como uma Gorda! Consiste numa série de ações educacionais, informativas e recreativas, gestadas como importante braço de ação na comunidade, a cerca de questões que envolvem o corpo gordo feminino e seu lugar na sociedade. A iniciativa tem como objetivo central a desmistificação do corpo feminino gordo como algo feio e doente. A manutenção ou reforço do pensamento de que ‘ser gordo é anormal’, fomenta situações discriminatórias e autentica todo um mercado de magreza como única condição corporal/estética para ser saudável e feliz”, aponta Ivana. 

À reportagem, o cantor Hendson contou sobre suas perspectivas com o projeto. Na visão do artista, a iniciativa propõe a possibilidade de o corpo gordo ser tido, entre outras coisas, como um corpo comercial.

”A gente quer levar a ideia de que gordas(os) podem ser contempladas. Gordas também podem ser vitrine”, sinaliza Hendson.

Partindo da experiência de ser um artista gordo, negro e de gênero fluido, ele relembra episódios de violência simbólica com os quais já teve de lidar. Em uma das situações de constragimento, o artista narra já ter recebido propostas para emagrecer a fim de “melhorar sua imagem”.

O projeto conta com o apoio de negócio locais, como: Cult! – Produção de Conteúdo Inteligente; Camila Pasinato: Design de Moda e Ilustração; Metade Cheio Bar e Bistrô, Cozinha de Sal – Cozinha Verde Inteligente e Neom/Bordadeiras de Chapada dos Guimarães – Núcleo, Estudo e Organização da Mulher.

O que: lançamento do projeto Lute como uma Gorda e 1° Roda de Conversar – Gordofobia: você sabe realmente o que é?

Quando: sábado (16)

Onde: Metade Cheio Bar e Bistrô

Quanto: entrada gratuita

Informações: (65) 9.9301-8851/(65) 9.8160-0495

Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Credito: Reprodução
Avalie esta matéria: Gostei +2 | Não gostei