Quinta-Feira, 13 de Setembro de 2018, 13h:57

Tamanho do texto A - A+

Produção da Ala Arco Íris do CRC será representada em parada

Por: REDAÇÃO

A organização da 16ª edição da Parada da Diversidade LGBT de Cuiabá, que vai acontecer em 22 de setembro, com o tema “Viver é um Ato Político – Nosso Voto, Nossa Voz!”, se reuniu nesta terça-feira (11), na Casa dos Conselhos, para alinhar os últimos detalhes para realização do evento. A concentração na Praça Ipiranga, começa a partir das 14h e encerrando na Orla do Porto após a caminhada.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

parada da diversidade sexual

 Foto ilustrativa

O Conselho Municipal de Atenção a Diversidade Sexual de Cuiabá (CMADS), representado pelo seu presidente Valdomiro Arruda e demais membros da diretoria convocou o grupo LGBT e simpatizantes para repassar algumas informações a respeito do evento.

 

“A cada ano que passa estamos mais organizados e atentos as demandas da comunidade LGBT e do público em geral. Garanto que todos terão um grande ato, nas ruas de Cuiabá. Este ano, a parada vem com uma peculiaridade na sua data de realização - sábado, diferentemente das intervenções realizadas anteriormente, optamos pelo sábado para que mais pessoas pudessem participar dessa grande manifestação festiva”, disse o presidente.

 

A primeira pauta referiu-se ao chamamento público, que ocorreu durante a semana anterior, em torno da adesão voluntária de pessoas interessadas na causa e que pudessem contribuir com a realização da 16º Parada da Diversidade Sexual, o que resultou em 26 voluntários, que irão atuar nas mais diversas áreas da organização do evento, como por exemplo, segurança e logística.

 

Outro assunto pautado foi a participação política no evento, acompanhando o tema deste ano, “Viver é um ato Político: Nosso Voto, Nossa Voz! Foi definido que todos os candidatos poderão participar do evento, será permitida a distribuindo de seu material de campanha, tanto na concentração, como na dispersão. Entretanto, foi acordado que os candidatos que terão fala durante o evento, serão somente aqueles que assinarem um “Termo de Compromisso” com a entidade, para que quando eleitos a comunidade LGBT possa ter um político, a quem recorrer na busca de suas questões.

 

Quanto as falas, elas acontecerão em três momentos do percurso, ou seja, começo – na abertura, meio – durante o percurso, e fim – no palco. Sendo três minutos para as candidaturas majoritárias e dois minutos para as demais.  Lembrando que a prioridade nas falas serão das entidades, sindicatos, associações, movimentos estudantis e órgãos de apoio a causa LGBT e do próprio.    

 

Também foram apresentadas as atrações culturais do evento, que incluem shows, performances, desfiles, entre outros. A programação completa deverá ser divulgada nos próximos dias.

 

De acordo com o coordenador Clovis Arantes tudo será preparado para ofertar uma grande festa para a cidade e para a comunidade LGBT planejado com muito conforto e segurança a todos os participantes. “A Parada é isso, uma grande festa! Que traz o colorido dos dias acinzentados, da luta contra a fobias mundanas e da busca de nossos direitos e nosso respeito. E, este ano ela chega em meio a eleições, nos proporcionando a oportunidade de trazer para o movimento políticos que realmente comprometidos com o que buscamos, para que consigamos almejar um futuro mais leve para todos”, ressaltou Clovis.

 

Outra novidade, será a participação da Ala Arcos Iris, do Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC) - antigo Carumbé, que estará representada pelo artigos de artesanato produzidos pelos reeducandos (as), com uma barraca na Orla do Porto.   

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei