Sexta-Feira, 19 de Maio de 2017, 16h:55

Tamanho do texto A - A+

Previdência Complementar e Planejamento Financeiro em pauta no CRO-MT

Por: REDAÇÃO

Cirurgiões-dentistas, estudantes de Odontologia e outros profissionais liberais lotaram, nessa quinta-feira (18) a noite, o auditório do Conselho Regional de Odontologia (CRO-MT) para a palestra “Planejamento Financeiro para toda a vida”, com a administradora de empresas e gerente de previdência da Precaver, Fernanda Martins da Silveira, que falou sobre previdência complementar fechada.

 

interna2-odontologia

 

Fernanda Martins destaca que as pessoas estão vivendo mais e o brasileiro não tem a cultura de se planejar a médio e longo prazo. “Quando chegarmos na aposentadoria o que faremos? Iremos viajar, aproveitar, namorar mais, ou colocaremos os chinelos para ficar em casa? Para qualquer decisão, é preciso planejamento. Estamos condicionados a pensar em curto prazo e não em longevidade”, afirma.

 

Hoje, o Brasil conta com 34 milhões de aposentados. Desse total, somente 1% consegue se manter com o dinheiro da aposentadoria; 25% desse universo, continua trabalhando.  Conforme a palestrante, 85% dos aposentados se arrependem de não ter se preparado e planejado sua velhice.

 

Segundo o Serasa, um dos maiores banco de dados do mundo, 48% das pessoas não fazem hoje nenhum tipo de investimento para a aposentadoria. Já 42% contribuem para o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social) e apenas 6% investem em previdência privada.

 

“Não podemos pensar em INSS como única fonte. Em 2016, o déficit d previdência fechou em 149 bilhões e esse rombo está cada vez maior”, destaca.

 

“O dentista não é precavido. Tenho uma previdência privada e pago INSS. Só que com essas mudanças do governo temos que ficar mais atentos, porque somos profissionais liberais. Precisamos aprender a nos planejar. A palestra foi muito importante porque nos permitiu esclarecer várias dúvidas”, avalia a cirurgiã-dentista, Alessandra Evaristo.  

 

Para se programar, Fernanda Martins apresentou alguns caminhos, todos baseados no planejamento e cálculos com base no tempo que falta para a pessoa se aposentar.  Ela apresentou as vantagens em investir em previdência complementar fechada – aquela patrocinada por fundos de pensão de grandes empresas e por associações e cooperativas que não visam o lucro, diferente das aposentadorias complementares abertas, que são comercializadas por bancos e administradores, que cobram taxas mais altas que as fechadas.

 

Como exemplo, ela apontou as vantagens de fazer esse investimento pela Precaver, da Unicred, parceira do Programa de Educação Permanente, cujo sistema permite, inclusive, que o investimento seja deduzido no Imposto de Renda.

 

Educação Permanente - O secretário geral do CRO-MT, José de Figueiredo, convidou os presentes para o próximo módulo do Programa de Educação. No dia 1º de junho, o Dr. Hélio Machado falará sobre Odontologia e aposentadoria especial. 

 

“O programa de Educação Permanente acontecerá todos os meses, até dezembro e, ao final, será expedido um certificado único, com carga horária dividida por palestras”, explica Figueiredo.

 

Confraternização – Após a palestra, os participantes puderam participar de um happy hour no estacionamento do CRO-MT, com food trucks de comidas e bebidas.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto