Terça-Feira 17 de Janeiro de 2017
pesquisas

Segunda-Feira, 09 de Janeiro de 2017, 08h:37

Tamanho do texto A - A+

Presos de Campo Grande enforcam até a morte morador do Pedra 90 detido por tráfico

Por: MAX AGUIAR

A Polícia Penitenciária de Campo Grande (MS) divulgou no fim de semana o nome do detento de 26 anos enforcado até a morte na Penitenciária Central de Segurança Máxima na quinta-feira (5). Trata-se de Makanaaky Nobre dos Santos Nascimento. O detento é natural de Cuiabá e residia no bairro Pedra 90. 

 

Mídia Max

presídio de segurança máxima de campo grande

 

Manaaky respondia diversos processos na Justiça de Mato Grosso, entre eles, por receptação e homicídio. Porém, no dia 16 de dezembro de 2016, ele foi flagrado com armas clandestinas e uma grande quantidade de entorpecente, provavelmente, adquirida no Paraguai. 

 

Desde dezembro preso, Makanaaky vinha recebendo ameaças dentro da cadeia. Existia a possibilidade dele ter entregue os distribuidores da arma e do entorpecente.

 

Por ser natural de Cuiabá, ainda existe também a possibilidade dos presos de Campo Grande desconfiarem dele fazer parte do Comando Vermelho, tendo em vista que em Mato Grosso do Sul a maior facção instalada nos presídios é do Primeiro Comando da Capital (PCC), maior rival do Comando.

 

No vídeo, divulgado em redes sociais, aparece Makanaaky pendurado em uma corda e outros presos zombando. "Agora cadê o engraçadinho?", ironiza um preso. A corda estava pendurada em uma coluna de concreto.

 

Ainda no vídeo aparece pessoa que está presenciando a morte do detento comentando que ele faz parte da organização criminosa Comando Vermelho. A Polícia Civil investiga se a morte pode ter sido motivada por alguma rixa entre facções.

 

Vale ressaltar que o serviço de inteligência do Ministério da Justiça conseguiu descobrir que as ordens para matança nos presídios do Norte do país partiram desse mesmo presídio onde Makanaaky morreu. O líder do PCC, que inclusive já foi transferido, aparece em ligações telefônicas exigindo a cabeça de presos que não fossem do PCC. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei








Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

Secretário dá tom de despedida

Conselheiro oficialmente afastado

Bancada de MT que se cuide

Deputados articularam indicação

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas