Quinta-Feira, 06 de Julho de 2017, 11h:24

Tamanho do texto A - A+

Prefeitura adia por mais 30 dias início de multas por videomonitoramento em Cuiabá

Por: CAMILLA ZENI

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (PMDB) adiou por mais 30 dias o início das multas aplicadas pelo sistema de videomonitoramento, que começariam a valer a partir desta quinta-feira (6). Ao todo, foram instaladas 32 câmeras nas principais avenidas da Capital e as infrações seriam registradas por agentes de trânsito que fiscalizam pelas lentes.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

transito/avenida do CPA

 

Esta é a segunda vez que a implantação da medida é prorrogada. Conforme a prefeitura é necessário garantir a melhor comunicação com os condutores e ter a certeza de que a população esteja ciente do sistema antes que ele comece.

 

A suspensão foi comunicada à imprensa na noite desta quarta-feira (5). Em nota, a prefeitura manifestou que “o objetivo do prefeito com o sistema não é penalizar e nem incentivar a chamada “indústria da multa”. Ele defende indústria da vida e a humanização do trânsito”.

 

Atualmente, a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) trabalha com uma campanha educativa. Assim, quem é flagrado cometendo infrações não recebe multa, mas um aviso. As câmeras foram instaladas em pontos estratégicos da Capital, como as Avenidas Miguel Sutil, Fernando Correa da Costa, CPA, Prainha, 15 de Novembro, Beira Rio, além de se fazerem presente em alguns viadutos, trincheiras e próximas a igrejas, comércios e escolas.  

 

O sistema, que ainda não tem prazo para funcionar, também visa garantir a fluidez nas faixas exclusivas para ônibus e táxi com passageiro. Quem for flagrado nas vias deverá ser multado no valor de R$293, além de receber sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

 

 

Conforme a nota da prefeitura, neste mês, a Semob está renovando as sinalizações nas faixas exclusivas, para que os motoristas fiquem mais atentos.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto