Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 09h:41

Tamanho do texto A - A+

Pais de alunos do Coração de Jesus se desesperam diante de ameaça de atentado

Por: JESSICA BACHEGA

Pais de alunos do Colégio Coração de Jesus estão preocupados com supostas ameaças feitas por um estudante da unidade escolar. Nas redes sociais, o rapaz aparece com armas e insinuando um atentado. As imagens circularem no fim de semana e, na noite de domingo (14) o jovem e o pai se retrataram dizendo que tudo não passou de uma brincadeira de mau gosto.


 

Reprodução

andre coracao de jesus

 

Em seu perfil no Instragram,  A.L.S. se diz amante de carros, de armas, colecionador de facas e jogador amador de paintball. No stories da rede social, ele publicou fotos com o rosto coberto por lenço e apontando armas para a tela. As imagens foram arquivadas por internautas e publicada em grupos, como alerta aos pais de outros estudantes da escola.

Em uma das imagens o jovem aparece com uma arma que emite luz vermelha e diz na legenda “quando você ver essa luz, corra”. Em outro registro ele segura um pistola, com o rosto coberto e escreve. “Boa sorte para vocês, irão precisar rs (sic)”. Num pequeno filme, o rapaz passa os dedos pelos pescoço, como se cortasse, e diz “segunda-feira tem aula, heim”.

Diante da grande repercussão das fotos, que deixaram pais e alunos desesperados. O menor e o pai gravaram um vídeo no qual se explicam sobre o ocorrido.

Na filmagem, o pai Karlos Andrade afirma que é jogador de airsoft e que a pistola que aparece no vídeo é dele. Que tem autorização para usá-la. Ele diz que ficou muito preocupado com as publicações, que não tinha visto até então.

“Ele é um menino de bem. Que foi criado a duras lutas, todos os dias, para pagar a escola caríssima para ele e para o irmão. Ele vai se retratar e fiquem tranquilos que isso se trata apenas de uma brincadeira de extremo mau gosto”, afirma o pai.

Karlos Andrade afirma, ainda, que se tivesse visto antes (as publicações) nada disso teria acontecido.

No vídeo, o estudante declara que todas as postagens eram relacionadas ao paintball, pois é jogador amador.

“Eu não quis ofender ninguém, ou ameaçar de qualquer massacre”, diz o jovem, sentado ao lado do pai.

Pais de todo o Brasil redobraram atenção ao que acontece nas escolas, após atentado registrado na cidade de Suzano (SP). No dia 13 de março, dois alunos entraram na escola e atiraram para todos os lados. Cinco alunos e dois funcionários da escola foram mortos no massacre.

 

O Colégio foi procurado, mas as ligações não foram atendidas.

 

Veja vídeo

Avalie esta matéria: Gostei +6 | Não gostei - 14