Sexta-Feira, 11 de Maio de 2018, 12h:00

Tamanho do texto A - A+

"MT vive déficit de UTI há 50 anos", diz Taques

Por: JESSICA BACHEGA

Durante evento de entrega de oito viaturas do Samu, na manhã desta sexta-feira (11), o governador Pedro Taques (PSDB) frisou que já entregou mais leitos de UTI do que gestões anteriores, mas que o problema se arrasta por décadas e que não é possível saná-lo em um mandato.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

pedro taques

 Governador Pedro Taques

“Em três anos instalamos 204 UTI’s. Não dá tempo de fazer tudo. Nós não temos tempo de fazer tudo. Existe o déficit, mas o déficit é de 50 anos. Eu sou governador há três apenas”, afirmou.

 

Taques frisa que dois terços dos custos da UTI’s do Estado são pagas pelo Governo e o outro um terço custeado pelo governo federal. Não há precisão de instalação de novos leitos.

 

Outro problema denunciado é a falta de insumos para atendimento realizados pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Conforme a queixa, não há material para prestar atendimento à vítimas de acidentes na Capital.

 

Questionado, o governador respondeu que o problema já foi sanado e a farmácia de alto custo está com 80% do estoque.

 

“Temos trabalhado todos dias para melhorar o atendimento, mas eu sou governador, não sou Deus para solucionar todos os problemas do Estado em três anos e quatro meses”, enfatizou.

 

Perguntado sobre a inauguração do novo Pronto Socorro de Cuiabá, Taques foi evasivo e disse que “ tudo tem seu tempo. E agora esperamos o tempo para terminar a obra”, e não pontuou sobre datas.

 

A unidade tinha previsão de entrega para o aniversário de Cuiabá, em abril deste ano. Sem conclusão, nova data não foi divulgada.

 

Leia também

Bebê de 3 dias morre por falta de vaga em UTI

Paciente da UTI teria morrido por falta de energia no Pronto Socorro

Governador diz que construiu 204 UTIs e que nenhuma será fechada em Mato Grosso

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto




1 Comentários

Carlos Nunes - 11/05/2018

Ih! O maior Administrador do mundo, com dois peixes e cinco pães, alimentou uma multidão...e o que sobrou mandou que recolhessem em cestos porque não gostava de desperdício. Os maus administradores, podem dar um caminhão de dinheiro, que não fazem absolutamente nada, patavina. Ainda aparece Rêmora, Grampos, Pedaladas, Bereré...e o que mais? Tudo isso porque SAÚDE, apesar de ser direito constitucional dos cidadãos, não é prioridade dos Governos.Ocorre que todas as nossas "otoridades" não são clientes do SUS...quando ficam doentes, pegam um avião e vão tratar num grande Centro com Especialista. Tio Taques é ruim pra burro em Administração Pública, e não teve ninguém no staff, pra já em 2015, dizer> Governador, Saúde é PRIORIDADE, porque é direito constitucional dos cidadãos.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA