Terça-Feira, 13 de Outubro de 2015, 09h:38

Tamanho do texto A - A+

MPF foi informado que equipe da TVCA passaria com substância análoga a cocaína na fronteira

Por: RAYANE ALVES

A produção da TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Cuiabá, informou na manhã desta terça-feira (13), que o Ministério Público Federal (MPF) de Cáceres (250 km da Capital), teria sido informado sobre à produção da matéria jornalística na qual seria enfocada a segurança da fronteira entre Brasil e Bolívia.

 

Leia também:

 

Reprodução

Alex Barbosa

Nesta segunda-feira (12), o jornalista Alex Barbosa e outros três profissionais foram detidos pelo Grupo Especializado em Segurança de Fronteira (Gefron) com o porta-malas cheio de substância branca. A apreensão foi efetuada na BR-070, próximo ao posto do Limão.

 

Conforme divulgou a polícia, como havia suspeita de que os 169 tabletes fossem de cocaína, os quatro foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Cáceres, para prestar depoimento.

 

Os funcionários explicaram ao delegado plantonista, que estariam trabalhando em uma matéria onde seria abordada a fragilidade da fronteira entre os dois países que é rota para o tráfico de drogas.

 

Após o depoimento, os oficiais realizaram o “narcoteste”, que identificou que a substância não se tratava de cocaína. Com isso, a equipe foi liberada.

 

O secretário de segurança pública Mauro Zaque informou em entrevista que um procedimento vai ser instaurado para apurar o que realmente houve e quais medidas vão ser tomadas. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto