Quarta-Feira 22 de Fevereiro de 2017
pesquisas

Segunda-Feira, 26 de Dezembro de 2016, 08h:04

Tamanho do texto A - A+

Homem que estuprou e matou jovem de MT é preso na Bahia

Por: MSN

O homem suspeito de matar uma jovem dentro de um bar na Zona Leste, foi preso na sexta (23) na cidade de Ubaitiba, na Bahia. Willy Gorayeb Liger, 27 anos, estava escondido na casa da familiares.

 

Arquivo Pessoal

JOVEM

 

Ele confessou ter matado a matogrossense Débora Soriano de Melo, 23 anos, com um taco de beisebol no ultimo dia 14. Segundo a polícia, Liger disse que os dois haviam consumido cocaína pouco antes do crime.

 

Ainda segundo o depoimento do suspeito, a agressão começou porque a droga havia acabado e ela teria pedido mais. Sobre os sinais de violência sexual encontrados no corpo da jovem, ele negou que tenha cometido o abuso.

 

A Justiça de São Paulo já havia expedido um mandando de 11 anos de prisão contra Gorayeb por roubo e estupro.

 

O caso

 

O crime aconteceu na manhã da quarta (14). Na noite anterior, ele e dois amigos foram a uma casa noturna no centro da cidade. Lá conheceram Débora e uma amiga dela. Os cinco saíram da boate por volta das 7h e seguiram para uma “saideira” no bar onde Liger trabalhava, na Mooca. Ele morava na casa ao lado e tinha a chave do estabelecimento.

 

Por volta das 9h30, os amigos de Liger e a amiga de Débora foram embora. O homicídio teria ocorrido momentos depois, quando os dois estavam a sós.Segundo informações do 18º Distrito Policial, que investiga o caso, ela foi estuprada. Depois, levou diversos golpes de bastão e não resistiu aos ferimentos.

 

Liger fugiu e ligou ao primo, dono do bar. A ele, confessou que assassinou a estudante. O primo foi à delegacia e levou os policiais ao estabelecimento. Lá, encontraram o corpo. Ao lado, estava uma meia e um tênis de Liger, manchados de sangue.

Reprodução Carta Capital

acusado de matar militante

 

 

Natural de Cáceres, Débora deixa dois filhos, um menino de 2 anos e uma menina de 6. Ela era evangélica e participava de manifestações feministas, pelo fim de crimes contra mulheres.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei








1 Comentários

Maria jose - 26/12/2016

Evangélica? ?????o que uma evangélica estaria fazendo num lugar desses com esse tipo de gente? ???difícil hem? ???

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA

Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

'Papelão' barra jogo

Não é pedra no sapato

Meia-entrada

CBF veta tricolor

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas