Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2018, 15h:16

Tamanho do texto A - A+

Família pede ajuda para criança que se afogou e está internado há oito meses no Pronto-Socorro

Por: JESSICA BACHEGA

A família de Jether Emanoel Santos Pinto, 2 anos, pede ajuda para a manutenção do menino e da família em Cuiabá. O pequeno está internado no Pronto Socorro de Cuiabá desde maio do ano passado. Ele sofreu um afogamento e passou alguns minutos submerso até que fosse socorrido e levado para atendimento médico.

 

Reprodução

jether internado afogameto

 A criança está com sequelas do afogamento

A família mora em Alta Floresta (802 km de Cuiabá) e está em Cuiabá para acompanhar o tratamento da criança. A mãe de Jether, Selma Lopes do Santos, diz que ela e o esposo estão desempregados e precisam de doações de produtos para a higiene do paciente. Os itens mais urgentes são: fraldas, sabonete liquido, lenços umedecidos e pomadas para assaduras.

 

Selma está com um dos filhos na Capital e foi convidada a ficar na casa de uma mulher que também está com parente internado no Pronto Socorro. Ela pede para quem puder ajudar também com alimentação, os produtos serão bem vindos, pois a família passa por graves dificuldades financeiras.

 

A criança ficou internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas agora está na ala pediátrica. Não há previsão para que tenha alta.

 

A mãe conta que no dia do acidente, ela tinha saído para buscar outro filho na escola e deixado Jether com o pai. Quando chegou, o caçula já tinha se afogado.

 

Ele ficou minutos submerso e foi levado para o hospital. Os médicos informaram à mãe que a criança ficaria com graves sequelas devido ao tempo em que ficou sem respirar.

 

“Os médicos falaram das sequelas porque ele chegou ao grau seis de afogamento. Mas hoje, graças a Deus, ele já mexe o olho e pisca. Se espreguiça e mexe um pouco o corpo bem lentamente, às vezes”, conta a mãe.

 

Jether nasceu saudável e está com os movimentos comprometidos por consequência do afogamento.

 

Quem puder ajudar deve entrar em contato com a mãe do paciente pelo número ( 66) 99205-4142.

Leia mais sobre este assunto