Domingo, 13 de Agosto de 2017, 08h:00

Tamanho do texto A - A+

Embaixadora dos Emirados Árabes visita Instituto Flauta Mágica e fala em apoio

Por: CAMILLA ZENI

Esteve em Mato Grosso, nesta semana a embaixadora dos Emirados Árabes Unidos, Hafsa Abdulla Mohamed Sharif Al Ulama. Na agenda de visitas com o governo do Estado, ela conheceu dois projetos de educação aplicados em Cuiabá. Um deles é o Instituto Flauta Mágica, que aproveitou a visita para lançar uma nova campanha.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

instituto frauta magica

 

Além da embaixadora, Cuiabá também recebeu a visita do segundo secretário da embaixada, Abdelrahman Abdulla Almaazmi e do diretor da companhia aérea Emirates no Brasil, Stephane Perard.

 

Durante a tarde, o grupo emiradense esteve na Escola Municipal de Educação Básica (Emeb) Dejani Ribeiro Campos, localizada no bairro Jardim Vitória, conhecendo o projeto 'Bola de Meia, Bola de Gude'. Depois, foi visitar o Instituto Flauta Mágica, sediado no mesmo bairro.

 

“Enquanto embaixadora, minha missão é conhecer ao Brasil inteiro, e a vinda ao Mato Grosso é em busca de oportunidades de negócios e investimentos. Parte do trabalho é, também, aprovar projetos sociais como este. Então, eu venho para saber como podemos cooperar com os Emirados Árabes”, destacou a embaixadora.  

 

Quando chegou no Flauta Mágica, o coral do projeto já os aguardava. O maestro Gilberto Mendes, responsável pelas crianças, deu boas vindas ao grupo. Na ocasião, também esteve presente a professora aposentada Eda Gonçalves Taques, mãe do governador Pedro Taques, e presidente de honra do Núcleo de Ações Voluntárias do Governo (NAV).

 

As apresentações foram breves. O Instituto presenteou a embaixadora, o presidente da companhia aérea e a professora Eda Taques com um kit “mágico”. Depois, apresentou uma música do coral, outra acompanhada de uma dança de ballet e teve uma terceira performance da coralista Beatriz Marques.

 

A apresentação das crianças encantou a embaixadora, que destacou que “a música é a linguagem da alma”. Ela disse ainda se lembrar de seu sobrinho, que é pianista. “Quando os ouvi, me lembrei dele. Talvez na próxima vez eles podem tocar juntos”, comentou.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

instituto frauta magica

 

Campanha

O Flauta Mágica aproveitou a visita emiradense para lançar a campanha Sol Lá Si Doe, que tem por objetivo encontrar novos padrinhos para as crianças do projeto. Conforme o maestro Mendes, após um longo período de parceria, o acordo com o programa Criança Esperança terminou. Agora, para continuar o trabalho com os pequenos, a administração precisa “andar com as próprias pernas”.

 

Conforme o maestro, a presença de cada criança, no projeto, custa R$50 ao mês, para a instituição. A gente está convidando o cidadão, a instituição, a empresa privada, a construir um projeto social que já está consolidado, que funciona, que é possível e viável e replicável”, destacou.

 

O trabalho realizado na comunidade, realizado há 19 anos, já ajudou mais de cinco mil crianças, que redirecionaram suas vidas de forma a passarem longe da criminalidade do bairro. Além disso, o projeto tem reconhecimento internacional, e as crianças já se apresentaram na França, Áustria e Alemanha,

 

Com a vinda da embaixadora, o maestro espera que novos parceiros surjam. A emiradense já sinalizou favorável ao grupo. “Podemos fazer uma cooperação financeira ou de outra maneira, como levar as crianças para tocarem nos Emirados Árabes e demonstrar este excelente trabalho que realizam aqui”, manifestou.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto