Quinta-Feira 30 de Março de 2017
pesquisas

Quinta-Feira, 17 de Julho de 2014, 15h:25

Tamanho do texto A - A+

Depois da sujeira, Secopa assume limpeza e garante estádio sem lixo

Por: MAX AGUIAR


A Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa), responsável pela administração da Arena Pantanal, confirmou ao HiperNotícias que toda estrutura do estádio, de limpeza até acesso para os jornalistas, serão diferentes das que foram apresentadas no primeiro evento pós-Copa do Mundo, entre Vasco e Santa Cruz.

Marcos Lopes/HiperNoticias

Na terça-feira, quadro interno e externo da Arena Pantanal era só de sujeira

De acordo com a assessoria de imprensa da pasta, no entorno e dentro da Arena o lixo que foi o assunto mais comentado após a partida de terça-feira, até mais que o jogo, já está sendo coletado. “Não é uma maquiagem, é a Arena Pantanal de volta aos padrões de beleza que o público conhece”, respondeu a assessoria.

O lixo na Arena fez com que Cuiabá voltasse a ser noticia negativa no país após o jogo entre Vasco e Santa Cruz. Além de estar espalhada pelo chão, a sujeira também foi notada nos banheiros do estádio. Em alguns comentários das redes sociais, internautas diziam: “pagar R$ 70 para ver um jogo no meio do chiqueiro?”. Por isso, a Secopa respondeu. “Limpeza de estádio, segurança, médicos e mobilidade para condições de trabalho da imprensa volta a ser da Secopa. O torcedor terá tudo resolvido até o próximo domingo”, garantiu.

O credenciamento dos profissionais e questões de segurança privada fica por conta do Cuiabá Esporte Clube, que é o detentor dos direitos para o jogo de domingo. “Na terça, a responsável por tudo era a empresa Moretti Coelho”, que comprou o jogo e deixou várias lacunas em aberto.

Além de criar uma péssima imagem para a Capital, a mais bem falada das sedes de Copa, a Moretti levou um grande prejuízo, sendo que a renda deu pouco mais de R$ 200 mil e para trazer o jogo para Cuiabá o Vasco da Gama cobrou R$ 400 mil.

Para o jogo de domingo, tanto a diretoria do Cuiabá como a Secopa garantem um espetáculo limpo, onde o torcedor poderá novamente levar a família para conhecer um ponto turístico da Capital, sem lixo na Arena e com mais comodidade. É esperado um bom público. Até a tarde desta quinta-feira, 3,5 mil ingressos já haviam sido vendidos e até domingo, para qualquer setor das arquibancadas será cobrado R$ 20 inteira e R$ 10 meia.
Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei








Leia mais sobre este assunto

Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

Greve no Metropolitano

Brito na Casa Civil

TCE e os boatos

6 Hiper Anos

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas