Quarta-Feira, 17 de Maio de 2017, 16h:15

Tamanho do texto A - A+

Contemplados com casas do São Benedito já estão recebendo suas chaves

Por: REDAÇÃO

Mais do que a entrega das casas a inauguração do Residencial São Benedito abre a perspectiva para que outros seis residenciais também sejam inaugurados o quanto antes.

 

Divulgação

ENTREGA CHAVES DO SAO BENEDITO

 

No segundo dia de efetiva assinatura de contratos e entrega de chaves para as pessoas sorteadas e contempladas com casas na Etapa III do Residencial São Benedito, inaugurado na última segunda-feira, 15, pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, pelo governador Pedro Taques e pela prefeita Lucimar Sacre de Campos se efetivaram no Banco do Brasil em Várzea Grande, Agência Filinto Muller.

 

O Residencial São Benedito inaugurado no Aniversário do Jubileu dos 150 Anos de Várzea Grande tem 1.281 casas já sorteadas tanto por unidades, como por lotes e quadras, sorteios estes feitos pela administração municipal que junto com o Governo do Estado iniciam no segundo semestre deste ano, as obras de uma Escola Estadual e um Centro Municipal de Educação Infantil – CMEI, antiga creche para atender aos mais de 5 mil moradores do residencial e das adjacências com investimentos próximos de R$ 10 milhões.

 

Depois de concluída a entrega da Etapa III, será a vez da Etapa II e por fim a Etapa I.

 

Segundo a prefeita Lucimar Sacre de Campos, ali no Grande São Mateus está nascendo uma nova cidade, uma nova opção de vida para milhares de pessoas que aguardam a dignidade de ter um lar em suas vidas.

 

“Eu acredito que nada representa mais dignidade para um chefe de família do que o lar para acolher os seus”, disse a prefeita que formalizou ao ministro da Cidades, Bruno Araújo o empenho para que outras 4 mil residências que ainda tem restrições sejam liberadas para atender a população que precisa.

 

Em Várzea Grande as estimativas apontam para outros 10 residenciais aguardando entrega. O maior problema encontrado foi na relação comercial entre a instituição financeira e empreiteiras que passam por recuperação judicial.

 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Kalil Baracat, lembrou as palavras do ministro durante a inauguração de que ao chegar ao Ministério da Cidade não encontrou recursos necessários para atender a demanda existente e nem as obras já lançadas.

 

Bruno Araújo considerou como uma vitória da população, de Várzea Grande e de Mato Grosso, o empenho da prefeita Lucimar Campos, do governador Pedro Taques e das bancadas federais e estaduais de deputados e senadores para solucionar o impasse que impediu durante mais de dois anos a entrega daquele condomínio.

 

“Apesar de algumas pessoas torcerem contra Várzea Grande e seus moradores, as casas estão sendo entregues, principalmente respeitando a lei e a ordem, além da lista de contemplados que venceram os sorteios realizados pelo município com acompanhamento da Controladoria Geral da União – CGU, da Polícia Federal e do Ministério das Cidades”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Kalil Baracat.

 

O secretário apontou que por exigência do Banco do Brasil e da própria lei, são necessárias seis etapas finais para que a população se torne a proprietária definitiva.

 

“Temos seis passos a serem seguidos para os beneficiários do Residencial São Benedito:

 

1o Passo: Vistoria da Residência;

 

2o Passo: Assinatura do contrato no Banco do Brasil;

 

3o Passo: Recebimento das chaves no Banco do Brasil;

 

4o Passo: Ligação da energia elétrica na Energisa;

 

5o Passo: Ligação da água no DAE;                       

 

6o Passo e definitivo a Mudança”.

 

Segundo Nico Baracat, o sonho da casa própria em Várzea Grande se tornou uma realidade, apesar de por causa de políticas, muitos tentarem criar um clima desnecessário e que em nada ajudou aos verdadeiros proprietários.

 

“Várzea Grande deu um passo enorme ao diminuir o abismo que existe na questão habitacional e ao conseguir tirar do papel as primeiras de mais de 5 mil residenciais construídos através do Minhas Casa, Minha Vida e que voltará com a carga total nos próximos anos”, disse a prefeita Lucimar Sacre de Campos.

 

O ministro Bruno Araújo assegurou a prefeita Lucimar Sacre de Campos e ao governador Pedro Taques a retomada dos financiamentos para novos residenciais e considerou como ousada mas possível a meta de se acabar com o déficit habitacional em Mato Grosso, suas cidades e no Brasil.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto