Segunda-Feira, 17 de Abril de 2017, 08h:33

Tamanho do texto A - A+

Começa nesta segunda-feira campanha de vacinação contra influenza

Por: REDAÇÃO

Começa nesta segunda-feira (17) a 19ª Campanha de Vacinação contra a Influenza. Os profissionais da educação e da saúde terão direito a se vacinarem nesta fase da campanha que segue até o dia 26 de maio. 

 

campanha de vacinação.jpg

 

Do dia 17 ao dia 20 serão imunizados somente os profissionais da saúde das redes publica e privada. Os  professores, também das escolas das redes  pública  e privada serão o segundo grupo a ser vacinado, isso porque em algumas situações a gripe pode levar a complicações como pneumonias virais e bacterianas interrompendo esses serviços considerados essenciais. Nesses casos, ao se dirigirem a uma unidade de Saúde, os profissionais devem se identificar para que recebam a vacina.

 

Este ano, a meta definida pelo Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 90% da população  dos grupos considerados prioritários, algo em torno de 60 milhões de pessoas em todo o país. Os grupos prioritários para vacinação contra a Influenza são  os trabalhadores da saúde, as crianças na faixa etária de seis (06) meses a menores de cinco anos, gestantes em qualquer idade gestacional, puérperas até 45 dias após o parto, indivíduos com 60 anos ou mais de idade e professores das redes pública e privada de educação.  

 

Também fazem parte dos grupos considerados prioritários os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa, a população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, as pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais, independente da idade e os povos indígenas.

 

Em Cuiabá, os preparativos para o inicio da campanha de vacinação já começaram. Na semana passada, mais de 100 profissionais de enfermagem das unidades básicas de saúde participaram de duas reuniões de orientação técnica. Nas reuniões foram repassadas todas as informações em relação à Campanha Nacional, desde a  organização e distribuição das vacinas até a operacionalização da Campanha e outras.

A Responsável Técnica (RT) do Programa de Imunização da Diretoria de Atenção Básica da Secretaria de Saúde de Cuiabá, Michelle Jesus do Nascimento disse na capital, as vacinas já começaram a ser distribuídas nas salas de vacinação. Ao todo o Ministério da Saúde enviou 21.600 doses da vacina para Cuiabá.

 

Em Cuiabá estarão funcionando 64 salas de vacina mais três salas na zona rural, em Nossa Senhora da Guia, Rio dos Peixes – que reúne as comunidades do Coxipó do Ouro e Barreiro Branco -,  e Aguaçu.

“É importante que a população fique atenta, nessa primeira semana, de 17 a 20, serão vacinados os profissionais da saúde e da educação. A partir do dia 24 de abril até o dia 26 de maio, serão vacinadas a população  dos grupos considerados prioritários”, explicou Michelle do Nascimento.

 

Para orientar a população e tirar qualquer dúvida em relação a Campanha Nacional de Vacinação a Secretaria de Saúde de Cuiabá está disponibilizando o telefone 3617 7333, da Diretoria de Atenção Básica.

“É fundamental que a população que integra os grupos prioritários procure se vacinar porque as campanhas são fundamentais para que possamos reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza”, alertou a técnica.

 

Saiba mais

 

A Influenza é uma doença respiratória infecciosa, de origem viral, que pode levar ao agravamento e óbito de indivíduos que apresentem fatores ou condições de risco.

 

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias  das pessoas contaminadas,  ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos que após  contato com superfícies recém-contaminadas podem levar o agente infecciosos direto a boca, olhos e nariz.

 

A doença pode ser causada pelos vírus influenza A, B e C. Os vírus A e B apresentam maior importância clinica. Estima-se que, em média, as cepas A causem 75% das infecções mas, em algumas temporadas, ocorre o predomínio das cepas B. Este ano a vacina combate as cepas A e B.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto