Quinta-Feira, 14 de Junho de 2018, 15h:58

Tamanho do texto A - A+

Com cartazes, venezuelanos pedem emprego na Avenida do CPA

Por: JULIANA ALVES - ESPECIAL PARA O HIPERNOTÍCIAS

Refugiados em Cuiabá e sem emprego, três venezuelanos estão há quase uma semana perambulando pela Avenida Historiador Rubens de Mendonça, segurando cartazes que explicam de onde são e pedindo por ajuda e emprego. 

 

Os estrangeiros oferecem mão de obra para trabalhos que envolvam atendimento, trabalho em cozinha, limpeza, em chácaras ou fazenda. Eles contam que deixaram toda a sua família para trás, na Venezuela. José Gregório, contou que está sozinho, em Cuiabá, há 28 dias. Seus parentes ficaram no País de origem. O colega José Rafael, está em situação semelhante. Veio sozinho tentar a vida na Capital e procura emprego para tentar trazer para cá a esposa e três filhos que ficaram no País vizinho.

HiperNotícias

venezuelanos

 

 

 

Alexander Duque, deixou para trás sua mãe, seu filho e quatro irmãos, além disso, contou que chegou na Capital há aproximadamente um mês e duas semanas. Ele estava morando na Pastoral do Migrante, mas conseguiu um trabalho onde ficou por pouco tempo. Relata que tentou voltar para a Pastoral, mas não o aceitaram de volta, sem explicações. Desde então, ele está dormindo nas ruas há quase uma semana.

 

“Não tenho emprego, não tenho dinheiro e estou ficando na rua. Não vou roubar, não sou ladrão para ficar roubando e prefiro pedir”, desabafa Alexander.

 

José Gregório comenta que a família está passando fome na Venezuela e José Rafael complementa que a vida na Capital mato-grossense está como era em seu País de origem: sem emprego e com fome.

 

Pessoas que tiverem uma vaga de trabalho para os estrangeiros podem falar com José Gregório pelo telefone (65) 9 9614-2860.

 

A Pastoral do Migrante foi procurada, mas as ligações não foram atendidas.

 

Leia também

Cuiabá recebe 66 venezuelanos e pastoral pede ajuda com doações

Histórias de fome e violência unidas pela esperança 

Mais 29 venezuelanos refugiados chegam a Cuiabá e ficam na Pastoral do Imigrante

Venezuelanos pedem emprego na Avenida do CPA

Credito: Internauta
Credito: Internauta
Credito: HiperNotícias
Avalie esta matéria: Gostei +4 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto