Terça-Feira, 05 de Setembro de 2017, 07h:45

Tamanho do texto A - A+

Candidatos protestam por nomeação no Detran; déficit de pessoal soma 1.176 servidores

Por: CAMILLA ZENI

Candidatos aprovados no concurso público para provimento de cargos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), realizado em 2015, manifestaram, na tarde desta segunda-feira (4), na porta da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Eles pediam a nomeação de todos os aprovados.

 

Alan Cosme/HiperNoticias

assembleia legislativa/RGA

 

Na ocasião, os presentes levaram balões e um bolo, simbolizando a postura adotada pelos parlamentares e governo em relação ao concurso. “É para dizer que estão de parabéns por essa atitude”, ironizou Juliana Ferreira da Silva, uma das organizadoras do ato.

 

Juliana foi a sexta aprovada para o setor de Fiscalização de Trânsito, no Detran em Rondonópolis, cargo que abriu 17 vagas. No entanto, dois anos após o certame, ela ainda não foi empossada. “O governo fala que não tem dinheiro, mas não é verdade. Mato Grosso é um dos estados mais ricos, e a verba já está garantida. Enquanto isso tem colegas desempregados”, observou.

 

Além dela, pessoas aprovadas para outras unidades também viajaram para participar do protesto. “Temos gente de Sinop, Barra do Garças, de vários lugares. Viemos por visibilidade. Queremos a ajuda dos deputados, que olhem nossa causa. O protesto é para mostrar que não estamos parados”.

 

Conforme a presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sinetran), Daiane Renner, o ato foi totalmente organizado pelos aprovados no concurso que ainda não foram nomeados. Segundo ela, o Sindicato apoia a luta dos profissionais. Ela ressaltou que, constantemente, a posse de novos funcionários é pauta nos debates entre Sinetran e governo, que tentaram acordo em 2015.

 

“A questão do concurso é sempre discutida”, disse. “Em 2015, o governo apresentou um cronograma para nomeações que iria até 2018. No entanto, esse cronograma não está sendo cumprido. Já era para ter nomeado mais 120 pessoas, além dos 170 que já foram empossados”, observou.

 

Segundo Daiane, o Detran tem, destinado ao quadro de servidores, R$10 milhões que não são utilizados. “Esse valor já é de anos. O Detran tem verbas próprias e mesmo esses R$10 milhões seriam suficientes para o pagamento de todos os servidores a serem nomeados”, explicou.

 

De acordo com a representante, o quadro ideal de funcionários para o Detran é de 2.100 pessoas. No entanto, atualmente, o quadro é de 930 servidores. A demanda é maior do que os aprovados no concurso, que somam 489 pessoas.

Avalie esta matéria: Gostei +11 | Não gostei

Leia mais sobre este assunto