Quinta-Feira, 10 de Agosto de 2017, 09h:01

Tamanho do texto A - A+

Câmera flagra idoso pegando cachorros pela cabeça e os jogando por cima do muro

Por: CAMILLA ZENI

Circula nas redes sociais um vídeo que registra o exato momento em que um idoso agiu de forma desumana. Ele jogou dois cachorros por cima do muro de uma instituição que cuida de animais. O caso, registrado no município de Sinop (distante cerca de 500 km de Cuiabá) gerou indignação e alvoroço na web.

 

Reprodução

cachorro apams

Vídeo registra idoso jogando cachorros por cima do muro

Conforme as imagens, o idoso chega no local de bicicleta. Ele pega dois cachorros pela cabeça, corre até o muro e arremessa os animais para dentro da residência. Depois, foge do local apressadamente. A gravação foi feita no último 28 de julho, pouco antes das 6h da manhã. No local funciona a Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop (Apams), que manifestou sua indignação nas redes sociais.

 

“Covardia! Hoje, logo cedo, um senhor jogou 2 amigos por cima do muro! como se fossem um saco de lixo! voltamos a insistir: não tenha o que você não pode ou não quer cuidar! a apams é uma entidade que não tem obrigação nenhuma em fazer esse trabalho! faz só por amor! isso mesmo, esse trabalho e do poder público, que, aliás, não faz e dificulta a ajuda ! trabalhamos fora dos horários do nosso trabalho recolhendo animais, fazendo visitas para adoção, recolhendo doações! protetor não é diferente, tem família, trabalho mas se dedica......por amor! estamos com mais de 30 inquéritos abertos por maus tratos! você, que tem animais e não cuida, cuidado! é crime!”, escreveram no Facebook.

 

Ao HiperNotícias, a funcionária da associação, Francislaine Baumgratz, relatou que os funcionários do local chegaram poucos minutos após o fato acontecer e estranharam dois cachorros soltos no quintal, já que todos os animais ficam nos canis. “Eles acharam estranho e não reconheceram os cachorros. Foi então que procuraram as câmeras de segurança e viram a ação”, relatou ela.

 

O idoso que cometeu o ato de covardia foi localizado pelos funcionários da associação pouco depois de tornarem o fato público. A identidade foi passada por denúncia anônima. “Alguém ligou e, primeiramente, pediu para que chamássemos os cachorros por dois nomes. Eles ficaram todos animadinhos, então foi confirmado”, contou. 

 

Depois, os representantes da entidade foram até o endereço do agressor. No entanto, Francislaine não pode revelar o cunho da conversa. Conforme a funcionária, ambos os animais ainda se encontram com a entidade. Eles também ainda não decidiram quais medidas irão tomar em relação ao caso. No entanto, é comum da associação ingressar com ação judicial contra maus tratos de animais.

 

A Polícia Civil também deve investigar o caso. De acordo com a legislação brasileira, o ato de abuso e maus tratos contra animais é crime com pena de multa e reclusão de três meses a um ano.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto