Quarta-Feira, 29 de Novembro de 2017, 15h:49

Tamanho do texto A - A+

Presidente do PSDB reconhece crise entre Taques e Leitão

Por: BLOG DO MAURO

Blog do Mauro Cabeçalho

 

Paulo Borges, presidente estadual do PSDB, reconhece que existem divergências pontuais entre o governador Pedro Taques e o deputado federal Nilson Leitão, mas alimenta a expectativa de por fim à crise interna do partido.

 

Críticas públicas
Enquanto o mal estar entre os tucanos não passa, Nilson Leitão segue criticando publicamente o governo Taques, em particular o secretario de Saúde, Luiz Soares, cuja intransigência na defesa do interesse público incomoda o parlamentar, que não consegue atender aos pleitos do hospital privado de Sinop.

 

Racha político
A tarefa de Paulo Borges não será fácil. O decisão de lançar Nilson Leitão candidato ao Senado, uma pretensão absolutamente legítima, dificulta a tarefa de Taques de manter e buscar novos aliados para o projeto da reeleição. Tucanos permanecerão às turras e isso pode favorecer candidaturas alternativas ao Governo.

 

Aliança comprometida
Carlos Fávaro (PSD), Mauro Mendes (ainda no PSB), Blairo Maggi (PP), Jayme Campos (DEM) são lideranças que precisam ser bem acomodadas para que se viabilize uma aliança eleitoral consistente em torno de Pedro Taques. O projeto de Nilson e do PSDB, se mantido, compromete uma aliança tão ampla.

 

Candidaturas alternativas
Pior (para Pedro Taques) do que comprometer a aliança eleitoral é o racha tucano estimular candidaturas como a de Mauro Mendes ao Governo. Ou de Jayme Campos e até mesmo do vice Carlos Fávaro, cuja base do PSD já pressiona por um rompimento com Taques.

 

Indicação a prêmio
A desembargadora Maria Helena Póvoas foi indicada pelo senador José Aparecido dos Santos, Cidinho (PR) para concorrer ao Prêmio Bertha Lutz, concedido pelo Senado. Este prêmio tem como finalidade reconhecer o trabalho de mulheres que contribuíram para a defesa dos direitos femininos e das questões de gênero no país.

 

Justificativa
Cidinho Santos afirmou que sua indicação ocorreu pautada no trabalho desempenhado pela desembargadora enquanto Corregedora Regional Eleitoral e ainda no papel de presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso. Cidinho destacou também o desempenho de Póvoas na condição de presidente da OAB-MT (única mulher a chegar a este cargo).

 

Luta
Póvoas também foi lembrada pela sua incansável luta em prol da maior participação da mulher na política. A premiação ocorrerá em março de 2018.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei