Sexta-Feira, 23 de Junho de 2017, 16h:04

Tamanho do texto A - A+

Investigação da grampolândia avança

Blog do Mauro 2

 

Tem avançado com rapidez a investigação sobre o esquema de escutas clandestinas, realizada no âmbito da Corregedoria da Polícia Militar. As últimas oitivas realizadas, segundo uma fonte da coluna, foram bastante esclarecedoras no sentido de esclarecer o episódio.

 

Perto da autoria

Com os materiais coletados e informações recebidas, os responsáveis pelo Inquérito Policial Militar (IPM) estariam bem perto de identificar a autoria das ordens para que as vítimas do esquema fossem espionadas por meio do método conhecido como “barriga de aluguel”.

 

Convescote

Outra investigação que deve “subir um degrau” rapidamente é a deflagrada pela Operação Convescote. O Núcleo de Ações de Competências Originárias (Naco), responsável por processos em segunda instância – leia-se contra pessoas com foro – já acompanha o caso de perto e deve agir em breve.

 

Temor na AL

O fato já causa apreensão em pelo menos dois deputados estaduais, que em breve podem ser incluídos na investigação. O clima na Assembleia Legislativa é de total pânico, porque o avanço da apuração já é dado como certo.

 

Rombo maior

Como adiantado pela coluna, os depoimentos obtidos pelos delegados e promotores apontam para o fato da AL ser o local onde teria ocorridoo maior rombo. Estimativa de um dos acusados aponta que 30% do valor repassado não foi efetivamente prestado.

 

Sem prestação

A Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual (Faespe) não presta contas dos convênios firmados com a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) desde 2011. A informação consta em um documento emitido pela Controladoria Geral do Estado (CGE), que recomendou a suspensão de repasses à fundação.

 

Fala que eu te escuto

O governador Pedro Taques (PSDB) reuniu em seu gabinete 24 dos 25 vereadores de Cuiabá para tratar das demandas dos parlamentares. A conversa, que se estendeu ao longo do dia, contou com a presença de diversos secretários, que também ouviram e responderam as demandas dos vereadores.

 

Sem colher

Taques se esquivou ao comentar a mudança no comando do PSB, agora comandado pelo oposicionista Valtenir Pereira. “Não vou botar minha colher de pau neste angu. Quem trata do PSB é o PSB”, disse o tucano, que ressaltou não acreditar que a sigla migre para a oposição.

 

À espera dos chefes

Entre os filiados ao PSB que não concordam com a mudança, a ordem é esperar o ex-prefeito Mauro Mendes e o deputado Fábio Garcia. A expectativa é que eles tentem, de todas as formas, barrar a mudança no comando do partido e reassumir o controle da sigla. Se isso não ocorrer, é que eles irão começar a pensar em novos ares.

 

No dia 10

Os servidores públicos estaduais, ao menos neste ano, continuarão a receber seus salários no dia 10 do mês subsequente. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (22), pela Secretaria de Estado de Gestão (Seges). Havia a expectativa da volta para último dia de cada mês, neste segundo semestre, mas a crise permanece, inviabilizando a medida.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei