Quarta-Feira, 01 de Agosto de 2018, 08h:49

Tamanho do texto A - A+

Viver presente

A grande sacada da vida é descobrir que existem muitos caminhos além das aparências visíveis

Por: WILSON CARLOS FUÁH

Arquivo pessoal

Wilson Fuah

 

A necessidade nos faz buscar novos caminhos e se for necessário seguir uma viagem para algum lugar, que possamos a ser um viajante provisório e em cada volta para a realidade, possamos dedicar ao próximo, as infinitas ajudas com mente e corpo presente e coração aberto para dar e receber. 


A grande sacada da vida é descobrir que existem muitos caminhos além das aparências visíveis, e aprender a viver verdadeiramente na humildade e entendendo que as pessoas nos apresentam como elas são, se você não aceita os defeitos dos outros, naturalmente as outras pessoas não são obrigadas a aceitar os seus, o importante é saber que para não participar de uma guerra, é necessário ficar longe dela, mas às vezes os grandes conflitos são internos e estão dentro de nós mesmo. 
                 

Tenha certeza que nenhum dia será igual ao outro, pois a cada dia somos transformados em uma nova pessoa e a realidade tem dois entendimentos diferentes: o que sentimos e o que as pessoas pensam que somos, porque na sua vida, e quando atingimos o crescimento espiritual os atos foram trocados, onde substituímos o ato de armar, pela atitude de estar disponível para amar.
                

A melhor terapia para sair de uma vida vazia e depressiva é buscar a participação em ações filantrópicas e saber doar o que temos de melhor que é o amor ao próximo, porque nada somos individualmente, por isso, devemos dar também a importância de estarmos inteiros para o outro. 
                    

De que adianta viver junto com as pessoas que necessitam de nós, se o nosso pensamento está muito longe, muito distante, o importante é estar presente em todos os momentos, disposto a dar e receber sentimento e crescimento espirituais, aceitando para ser aceito.

 

*WILSON CARLOS FUAH é economista, especialista em  recursos humanos e relações sociais e políticas.

 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei

Leia mais sobre este assunto