Sábado, 09 de Fevereiro de 2019, 10h:00

Tamanho do texto A - A+

Reconstrução

Nada será como antes, por mais que tente me agarrar à ideia de um ser permanente, como uma construção acabada sem nada para ser tirado ou acrescentado

Por: PAULO WAGNER*

Arquivo Pessoal

Paulo Wagner

 

 

Vou me reconstruindo a partir dos pedaços que restaram de mim.  Sei que nada se encaixará da mesma forma, muitas coisas mudarão de  lugar e o desenho geral não será mais o mesmo. Haverá espaços vazios que serão transpassados pelo vento da manhã, pela brisa morna da tarde, pela neblina dos dias de chuva, e assim sentirei melhor o passar das estações, o calor e o frio de cada dia. 

Meu coração sentirá os acontecimentos de forma múltipla, como se eu fosse todos e cada um. Cada  fragmento colado do meu coração terá um jeito próprio de sentir, como um caleidoscópio a ser observado de vários ângulos, formando uma imagem multifacetada e única que poderá ser observada num piscar de olhos, com uma profundidade até então impensada, como sentir  num segundo o gosto da eternidade e a infinidade dos pensamentos que percorre a cabeça das multidões, formando um só discurso. Uma rede veloz de ideias e contradições que se completam e se encontra numa mesma teia.

Olhando meus passos no chão da terra vejo que minha caminhada sempre foi  um trabalho constante de reconstrução de certezas que nunca mais foram as mesmas, de passos que caminharam para o improvável, sonhos que acordaram para realidade e realidades que viraram sonhos. Sonhos vividos intensamente no calor dos dias, horas e segundos, tempo escorrendo como água veloz por entre os dedos da mão. 

Na tentativa de remendar os pedacinhos que restaram de mim, percebo que não existe nenhum eu para ser reconstruído, pois, a cada pedaço colado, um novo ser se desenha. Nada será como antes, por mais  que tente me agarrar à ideia de um ser permanente, como uma construção acabada sem nada para ser tirado ou acrescentado.

(*) PAULO WAGNER é Escritor, Jornalista e Mestre em Estudos de Linguagem pela UFMT e escreve para HiperNotícias aos sábados. E-mail: pwoliveiral@yahoo.com.br

 
Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei