Segunda-Feira, 06 de Novembro de 2017, 11h:31

Tamanho do texto A - A+

Nem tudo está perdido

Temos que comemorar todas as vitórias, mesmo que for “pequenina”

Por: WILSON CARLOS FUÁH

Arquivo pessoal

Wilson Carlos Fuá

 

Estamos diante de uma geração do imediatismo, onde são descartadas todas as conquistas de ontem, e estão pregando a insatisfação com o amanhã que ainda nem aconteceu.

      

Mas, existem os derrotados por antecipação, que passam a vida toda só dando valor para as coisas que ainda não conseguiram, e esquecem as conquistas, que apesar de pequenas valeu o seu suor do passado: a palavra tem vida e os pensamentos são as ferramentas que dão sentidos as nossas vidas, podendo ser positivo ou negativo.

Temos que comemorar todas as vitórias mesmo que for “pequenina”, e ter o prazer de gostar daquilo que possuímos, pois este é tão importante quanto às conquistas futuras, as conquistas passadas são experiências que transforma em  nossa base, que dará o rumo seguro e  que determinará até onde podemos ir.

Muitos se esquecem de agradecer o bem que receberam e preferem lamentar uma pequena coisinha que perderam. A vida, na verdade é formada por etapas de crescimentos materiais e evoluções espirituais, ela é assim para todos nós.
     

Crer no futuro é fortalecer o poder de conquistas, nada está perdido, porque todas as buscas libertam-nos do passado, errar ou acertar faz parte do aprendizado real, e o irreal faz parte do nosso sonho, mas é dos nossos planejamentos que direcionamos o subconsciente para fixar a um objetivo de vida.

         

*WILSON CARLOS FUÁH é economista e especialista em Administração Financeira e Relações Sociais e Políticas

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei - 2

Leia mais sobre este assunto