Quarta-Feira 22 de Fevereiro de 2017
pesquisas

Sexta-Feira, 06 de Janeiro de 2017, 08h:11

Tamanho do texto A - A+

Mais um cuidado necessário antes de comprar imóveis e veículos usados

O comprador, antes de fechar o negócio, deve investigar se o vendedor possui dívidas tributárias

Por: DANIEL WALNER SANTANA DUARTE

 

divulgação

Daniel Walner

 

Em tempos de crise, com menos dinheiro no bolso, o consumidor tende a aumentar a demanda por veículos seminovos, segundo dados divulgados pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (FENAUTO).

 

Da mesma forma, a grande oferta de imóveis usados favorece o surgimento de oportunidades de negócio interessantes.

 

Além das cautelas usuais, o comprador precisa se cercar de alguns cuidados para evitar ser surpreendido, futuramente, com a penhora do bem adquirido em uma execução fiscal.

 

Isso porque a legislação tributária presume fraudulenta a venda de bens por pessoa que possua débitos com o Fisco já inscritos em dívida ativa. Assim, se o vendedor possuir dívidas tributárias federais, estaduais ou municipais e não tiver reservado patrimônio suficiente para quitá-las, o bem alienado poderá ser atingido pela execução fiscal.

 

Ainda que o comprador tenha tomado o cuidado de verificar a ausência de registro de penhora na matrícula do imóvel ou de alguma restrição junto ao DETRAN, a venda será considerada fraudulenta pela justiça e o bem poderá ser penhorado e levado a leilão na execução fiscal.

 

Nesse caso, os Tribunais têm entendido que a presunção de fraude é absoluta, sendo irrelevante a boa-fé do adquirente.

 

Para evitar que a compra do tão sonhado carro ou da casa própria se torne um pesadelo, o comprador, antes de fechar o negócio, deve investigar se o vendedor possui dívidas tributárias. Para tanto, basta solicitar a emissão de certidões negativas de débitos fiscais, que em sua maioria podem ser obtidas on line nos sites dos órgãos fazendários. 

 

*DANIEL WALNER SANTANA DUARTE é advogado tributarista.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei
Nó de Cachorro

Nó de Cachorro

'Papelão' barra jogo

Não é pedra no sapato

Meia-entrada

CBF veta tricolor

Mais Notas

Últimas Notícias

Mais Lidas

Mais Comentadas