Sexta-Feira, 23 de Novembro de 2018, 16h:14

Tamanho do texto A - A+

Nova diretoria Nelore MT busca profissionalização da pecuária

Terceira geração de uma família de pecuaristas, novo presidente, Breno Molina, 42, visa dar continuidade ao fortalecimento do setor que possui maior rebanho do país

Por: REDAÇÃO

 

diivulgação

nelore

Breno Molina, novo presidente da Associação dos Criadores Nelore de Mato Grosso

O fortalecimento da cadeia produtiva da carne é uma das principais metas da nova chapa eleita nesta semana pela Associação dos Criadores Nelore de Mato Grosso (ACNMT). Com mais de 30 milhões de animais, o estado possui atualmente o maior rebanho bovino do país, sendo 80% da raça nelore, porém, a exportação está limitada a apenas 20% desse total.

 

Para o novo presidente, o pecuarista Breno Molina, 42, administrador de empresas com formação pela Universidade Cândido Mendes (RJ), cuiabano, proprietário da Fazenda Onça-Pintada, no Pantanal, e a terceira geração de pecuaristas na família, uma das saídas para aumentar a rentabilidade é promover a profissionalização no campo.  

 

“Nossa chapa quer dar continuidade aos projetos que estão em execução e que visam a divulgação da raça nelore, não só do gado elite, mas também o comercial. Queremos ainda promover ações que venham ajudar o criador a fomentar o seu negócio, dentro e fora da fazenda. Tenho meu projeto de intensificação e gado PO há 10 anos, e já possuo experiência para contribuir com o setor”.

 

Na avaliação do atual presidente da entidade, Mario Cândia, que esteve no cargo pela segunda vez entre 2017 e 2018, foi gratificante implementar um plano de prioridades que trouxe vários avanços, entre eles, a reestruturação da ACNMT, que incluiu a contratação de um zootecnista para apoio aos eventos de campo e uma equipe de comunicação e marketing.

 

“Nós trabalhamos com afinco para dar uma nova roupagem à associação. E encerramos a gestão com a concretização de uma importante parceria com a Empaer Mato Grosso, que vai ceder uma área e também equipe de profissionais capacitados para a realização de pesquisas com o gado nelore, é algo inédito e extremamente positivo à pecuária de corte”.

 

Também foram eleitos na votação desta segunda-feira (19): como vice-presidente, Alexandre El Hage, que é zootecnista e também vem de uma família com mais de 100 anos de tradição na pecuária; Ricardo Arruda (2º vice-presidente), Teto Lemes (secretário), Rogério Zanette (2º secretário), Bernardes (tesoureiro), Neto Brianez (2º tesoureiro),  Mario Cândia (relações públicas). A votação para a chapa única ocorreu na sede da Nelore MT, no Parque de Exposição Jonas Pinheiro, em Cuiabá.

 

Sobre ACNMT

 

A Nelore de Mato Grosso é uma entidade sem fins lucrativos, fundada em 20 de março de 1994, que congrega criadores de todo o estado e que tem por finalidade fortalecer e defender a raça que representa 80% do rebanho de corte nacional, promovendo o melhoramento genético animal e a valorização de sua carne. O sucesso do entidade é reflexo da versatilidade, capacidade de adaptação e potencial produtivo da raça e de seus criadores.

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei