Sexta-Feira, 09 de Março de 2018, 09h:58

Tamanho do texto A - A+

MT exporta 10% a mais e gera superávit de US$ 901 mi

Por: DÉBORA SIQUEIRA - ESPECIAL PARA O HIPERNOTÍCIAS

Reprodução

Soja

 Volume exportado de soja verificou redução de 30%

Mato Grosso teve superávit de US$ 901 milhões na balança comercial no mês de fevereiro de 2018, índice 10% maior do que em fevereiro de 2017. Foram exportados US$ 982,9 milhões e importados US$ 81,6 milhões no mês passado, segundo as informações do Ministério de Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). 

Do total exportado, 94% são de produtos básicos, ou seja, aqueles que são isentos de ICMS, em que o estado é recompensado posteriormente pela Lei Kandir. Os produtos industrializados corresponderam a US$ 56,524 milhões, cerca de 6% das exportações mato-grossenses.

Os embarques da soja foram 30% menor, mesmo com o volume de 1,4 milhão de toneladas. A exportação de milho cresceu 134%. Foram 3,4 milhões de toneladas em janeiro e fevereiro de 2018 contra 1,3 milhão de toneladas em janeiro e fevereiro de 2017.

“As exportações de milho em fevereiro deste ano se devem mais ao desempenho da safra passada, que foi muito boa. Ainda é muito cedo para avaliar as exportações de milho porque depende muito das chuvas nos próximos dois meses”, avaliou o presidente da Associação Brasileira de Exportadores de Cereais (Anec), Luís Rheingantz Barbieri.

No caso da importação, a situação é inversa. Mato Grosso importou US$ 80,9 milhões em produtos, quase que 100% da totalidade comprada de outros países. Os principais produtos são cloreto de potássio, ureia e inseticidas, todos para uso em lavoura. A importação de gás da Bolívia aumentou 946% nos dois primeiros meses de 2018 ante a 2017.

Os principais destinos dos produtos de Mato Grosso continuam sendo China, Irã, Espanha, Países Baixos (Holanda), Indonésia, Hong Kong, Vietnã, Tailândia, Egito e Bangladesh. Já entre os países que Mato Grosso mais importou produtos está a Rússia, Bielorussia, China, Estados Unidos, Paraguai, Bolívia, Canadá, Israel, Egito e Holanda.

Melhor série histórica

A balança comercial brasileira fechou o mês de fevereiro com superávit recorde de US$ 4,907 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 17,315 bilhões e importações de US$ 12,408 bilhões. É o melhor saldo comercial registrado no mês de fevereiro da série histórica, verificada desde 1989. O recorde anterior era o de fevereiro do ano passado, de US$ 4,6 bi.

O diretor de Estatísticas e Apoio às Exportações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Herlon Brandão, destacou o crescimento mês a mês do comércio exterior brasileiro, que começou em janeiro de 2017. “Esse é o 14º mês seguido de crescimento do comércio. A economia brasileira está em crescimento. Com aumento do PIB no ano passado e expectativa positiva também para esse ano, a tendência é ocorrer demanda por bens importados em níveis superiores ao crescimento das exportações no período”, avalia Herlon Brandão”, afirmou.

Avalie esta matéria: Gostei +1 | Não gostei