Domingo, 04 de Março de 2018, 20h:00

Tamanho do texto A - A+

Duarte quer trazer estudos sobre logística de transporte de grãos para MT

Por: DÉBORA SIQUEIRA - ESPECIAL PARA O HIPERNOTÍCIAS

Alan Cosme/HiperNoticias

marcelo duarte

 Duarte faz parte do Conselho Consultivo do Instituto ADM

Membro do conselho consultivo do Instituto ADM da Universidade de Illinois desde 2012, o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística de Mato Grosso, Marcelo Duarte, quer trazer estudos para a melhoria da logística do transporte de grãos em Mato Grosso. Ele esteve em Chicago no período de 11 a 19 de fevereiro na reunião do conselho.

 

“Estive lá em Chicago porque eu participo há mais de 6 anos do conselho da Universidade de Illinois com pessoas do mundo inteiro que debatem melhores práticas da agricultura, especificamente no transporte do grão. Eu me sinto honrado em participar do conselho e represento Mato Grosso, estado hoje que é uma referência mundial. Vamos trazer vários estudos que mostram como é importante a logística para o transporte de grãos no Brasil, que é muito problemático, se perde muito com transporte tanto economicamente, quanto fisicamente. A gente quer demonstrar isso com estudos da universidade”, disse durante o 7º Encontro de Previsão da Safra Anec/Anea, em Cuiabá.

 

Ele também destacou o leilão de 300 km de rodovias estaduais. Duarte afirmou que, sozinho, o poder público não tem capacidade de atender todas as necessidades da população e do setor produtivo. “Até em países ricos, como a Europa e nos Estados Unidos existem pedágios. O pedágio hoje é uma solução inteligente de mercado para resolver o problema da infraestrutura. Fiz estudo recentemente em Primavera do Leste, em que o pedágio impacta em R$ 0,05 cada saca de soja. Só que se não tivesse pedágio, não teria estrada e o custo seria mais de R$ 1 por saca, então, definitivamente há um benefício de se ter esse instrumento”.

 

O titular da Sinfra também ressalta que investimento em pedágios não é a única forma de resolver os gargalos logísticos. “Há uma carteira de soluções e uma das que temos hoje é o pedágio, mas não abriremos mão do Fethab, não abriremos mão de empréstimos, não abriremos mão de outras formas de investimentos na nossa infraestrutura”.

 

Instituto ADM

 

A Universidade de Illinois é uma das mais respeitadas instituições norte-americanas. A reunião será em Chicago onde fica a famosa Bolsa de Chicago, responsável pela comercialização da maioria da soja e do milho do mundo.

 

Entre os membros do Instituto ADM, ligada à universidade, estão altos executivos das maiores empresas do agronegócio mundial, como Nestle, ADM e John Deere e membros de instituições como Bill & Melinda Gates Foundation, Universidade da Califórnia, Universidade de Iowa, além da Universidade de Illinois.

 

Dentre os objetivos do Instituto ADM estão o fomento à pesquisa, extensão, educação e informação estratégica na área de redução de perdas de commodities, como soja, milho e arroz, ao longo da cadeia produtiva, principalmente nos processos logísticos de transporte e armazenamento. 

Avalie esta matéria: Gostei | Não gostei